Correio de Carajás

Cartilha orienta adolescentes sobre violência em ambiente virtual

A cartilha tem como orientar adolescentes na prevenção de abusos na internet - Foto: Divulgação/MMFDH
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Para auxiliar adolescentes contra a violência em ambiente virtual, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) adotou uma cartilha com orientações para a prevenção em meios digitais, como sites, aplicativos e redes sociais.

Para a secretária de políticas para as mulheres, Cristiane Britto, a cartilha é uma resposta à necessidade de isolamento social. Nesse período, marcado por ações de enfrentamento à Covid-19, o ambiente virtual tornou-se o principal meio de comunicação entre as pessoas. “A internet representa um espaço de oportunidades para interagir e se relacionar, embora possa ser um ‘lugar’ de agressões e violências, que tem as adolescentes como vítimas mais vulneráveis”, afirma a secretária.

A cartilha traz inúmeras informações sobre o tema da violência online, como tipos e formas de prevenção. Além disso, a publicação conta com dicas para que as adolescentes possam navegar na internet da forma mais segura possível.

Leia mais:

Ao acessar o texto, a adolescente também terá acesso a endereços de sites e lugares onde pode encontrar mais informações sobre o tema. Ainda há um passo a passo do que fazer ao sofrer violência no ambiente digital e detalhes sobre a rede de atendimento que pode ajudar meninas nessa situação.

Enfrentando a violência

A segunda versão da cartilha voltada para as adolescentes é fruto do Projeto “Escola de App: enfrentando a violência on-line contra meninas”. A iniciativa, promovida pela Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília, é financiada pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), do MMFDH.

Em 2020, diante do crescente número de feminicídios no Brasil e da crise sanitária provocada pela Covid-19 no mundo, a secretaria e a Escola de App revisaram a cartilha para utilizá-la na prevenção da violência online contra as adolescentes no contexto da pandemia do novo coronavírus.

Para ter acesso a cartilha basta clicar no link.

(Fonte:Gov.br)

Mais

Recém-nascido com doença rara é transferido de Marabá para Porto Alegre

Recém-nascido com doença rara é transferido de Marabá para Porto Alegre

O pequeno Enrico Ferro, de 22 dias, foi transferido de Marabá, sudeste do Pará, para Porto Alegre, no Rio Grande…
Correio FM e TV Correio têm programação especial no Dia das Mães

Correio FM e TV Correio têm programação especial no Dia das Mães

A manhã de sábado (8) foi comemorando um Dia das Mães antecipado, com gostinho de quero mais. “Foi só um…
Legado de Melquíades à educação de Marabá

Legado de Melquíades à educação de Marabá

A educação marabaense, nas últimas quatro décadas, recebe, de alguma forma, as digitais de Melquíades Justiniano da Silva. Esse baiano,…
Postagem que associa Doria e Lulinha na compra da Coronavac é falsa

Postagem que associa Doria e Lulinha na compra da Coronavac é falsa

  Falso No site oficial da Nasdaq, bolsa de valores dos Estados Unidos onde está listada a Sinovac, fabricante da…
DMTU faz o lançamento do Movimento Maio Amarelo

DMTU faz o lançamento do Movimento Maio Amarelo

Com o objetivo de colocar em pauta o tema da segurança viária, o Movimento Maio Amarelo nasce com a proposta…
Dia 10 de maio marca a emancipação de oito municípios da região

Dia 10 de maio marca a emancipação de oito municípios da região

Esta segunda-feira, 10 de maio, será um feriado especial para muitas cidades do Pará. Mais precisamente para 15 municípios, que…