Correio de Carajás

Canoísta paraense conquista ouro em Santa Catarina

Lorena Jacob dividiu a canoa com cinco competidoras, sendo outra paraense, Sônia Bentes, e quatro atletas de São Sebastião, São Paulo, formando a equipe Kila / FOTO: ASCOM / SEEL
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A canoísta paraense Lorena Jacob retorna para a capital paraense com uma medalha de ouro conquistada na primeira edição do Row To Win Water, o Festival de Alma Salgada. Atleta do programa Bolsa Talento, da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), ela subiu ao pódio pela modalidade Canoa Havaiana, na categoria OC6 – Máster Feminino. A disputa reuniu mais de 800 competidores, entre os dias 17 a 19 de maio, na Praia de Cabeçudas, em Itajaí, Santa Catarina.

No local, os atletas tiveram que encarar a ressaca marítima, que atingiu a região, fazendo o mar subir e ter grandes ondas. Em função disso, as provas apresentaram vários obstáculos, principalmente, na hora de embarcar. As dificuldades foram, sobretudo, para entrar no mar.

“O mar nesse final de semana causou surpresa até para os moradores locais, estava muito pesado. Os atletas precisavam estar preparados fisicamente e emocionalmente. Para mim, que moro na região Norte, a dificuldade aumenta, já que treinamos no rio, e a diferença é muito grande, na temperatura da água e na habilidade”, disse a atleta.

Leia mais:

Na disputa, Lorena dividiu a canoa com cinco competidoras, sendo outra paraense, Sônia Bentes, e quatro atletas de São Sebastião, São Paulo, formando a equipe Kila Kila.

“Ter mais esta conquista para nosso Estado é maravilhoso, isso demonstra que nossos atletas têm potencial para chegar ainda mais longe. Os resultados aparecem, pois buscamos o melhor para cada competidor, principalmente, em apoios”, ressalta o titular da Seel, Arlindo Silva.

Avanço – Lorena tem outra competição marcada para o dia 29 de agosto, em Fortaleza, onde irá disputar no circuito de MolokaBRA, além do Campeonato Mundial de Canoagem Oceânica, na França, em setembro.

O Bolsa Talento foi criado em março de 2008 pelo Governo do Estado do Pará, como forma de estimular o desenvolvimento físico, social e psicológico de atletas contemplados em modalidades olímpicas, paraolímpicas e amadoras. A partir do projeto, foi possível manter e aumentar o número de atletas que representam o Pará em competições regionais, nacionais e internacionais.

Atualmente, são 75 atletas contemplados, sendo 27 nomes na categoria Nacional e 48 na Estadual. (Agência Pará)

Mais

Cavani permanece no Manchester United com contrato de um ano

Cavani permanece no Manchester United com contrato de um ano

Edinson Cavani, atacante uruguaio do Manchester United, assinou uma renovação de contrato de um ano com o clube de Old…
Loja de departamentos vai estampar marca no uniforme rubro-negro

Loja de departamentos vai estampar marca no uniforme rubro-negro

O Flamengo acertou com um novo patrocinador para a temporada. Trata-se da Havan, que irá estampar sua marca na manga…
Semifinais começam com Remo, Tuna, Paysandu e Castanhal

Semifinais começam com Remo, Tuna, Paysandu e Castanhal

Remo, Paysandu, Tuna e Castanhal começam neste domingo (9) as semifinais do Parazão Banpará 2021. Pelo andar da carruagem, deve…
Hazard se desculpa com torcida depois de brincadeiras com adversários

Hazard se desculpa com torcida depois de brincadeiras com adversários

O meia-atacante Eden Hazard, do Real Madrid, pediu desculpas aos torcedores do clube por ter sido gravado brincando com jogadores…
Conmebol confirma dias e horários do retorno das Eliminatórias

Conmebol confirma dias e horários do retorno das Eliminatórias

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta quinta-feira (6) que a partida entre Brasil e Equador, válida pelas Eliminatórias…
"Sentimento difícil de escrever", diz Neymar após eliminação

"Sentimento difícil de escrever", diz Neymar após eliminação

Neymar se pronunciou pela primeira vez desde a eliminação do Paris Saint-Germain na Champions League para o Manchester City. O…