Correio de Carajás

Candidatas tiveram menos recursos de campanha, diz ONG

Foto: reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um levantamento feito pela organização não governamental (ONG) Movimento Transparência Partidária mostra que apesar de uma crescente participação das mulheres na vida política, o número de candidatas e de dinheiro disponível para gastos em campanhas – tanto na disputa por uma cadeira na Câmara Federal quanto na concorrência à uma vagas nas unidades do legislativo estadual – é inferior ao dos homens.

Os dados, extraídos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), compõem a ferramenta tecnológica Oráculo Eleitoral lançada pela ONG hoje (12), em São Paulo. A plataforma agrega informações do TSE sobre as prestações de contas.

De acordo com o movimento, a ferramenta estará disponível ao público dentro de 15 dias, no site do movimento. Será possível conferir, por exemplo, a distribuição da receita relativa aos repasses da União e de doações aos candidatos, excluindo os cargos de vice e suplentes, dos 35 partidos políticos, por gênero e raça.

Leia mais:

A apuração indica que, ao longo deste ano, os 19.169 candidatos contaram com R$ 2.195.467.774,91, o que significa que cada candidato recebeu, em média, R$ 114.532,20. Já as 8.915 candidatas tiveram a receita total de R$ 602.860.123,05. Cada uma recebeu R$ 67.623,12, em média.

A soma da verba dos 5.528 concorrentes masculinos para deputado federal chegou a R$ 922.660.258,43, com média de R$ 166.906,70 por candidato. Os recursos são provenientes do Fundo Especial e do Fundo Partidário, ambos repassados pela União, e de doações. No caso da disputa feminina, os recursos totalizaram R$ 260.224;634,94, com média de R$ 101.849,17 por candidata.

Na campanha para deputado estadual, os homens receberam R$ 205.632.556,71 do Fundo Especial; R$ 90.207.326,82, do Fundo Partidário, com média de R$ 7.767,79 para cada um dos 11.613 candidatos e R$ 388.361.363,07 de doações. Cada um recebeu média doações de R$ 33.441,94.

As mulheres em campanha para a Assembleia Legislativa nos estados receberam um total de R$ 209.610.674,77, montante que superou as doações para o sexo masculino.

Em relação ao Fundo Partidário, o volume foi quase metade do obtido pelo sexo oposto – R$ 52.740.309,18 – porém, no rateio, por ser um número de concorrentes menor (5.303), o valor médio ficou acima do obtido pelos homens, com R$ 9.945,37. As doações alcançaram R$ 47.689.352,07, com média de R$ 8.992,90.

O Oráculo Eleitoral permitirá conhecer a utilização do dinheiro público dos fundos da União nas mais de 29 mil candidaturas das eleições de 2018. (Agência Brasil)

Comentários

Mais

CTA realiza “Dia D” no combate à AIDS em Parauapebas

CTA realiza “Dia D” no combate à AIDS em Parauapebas

Uma ação nomeada como “Dia D” pelo Centro de Testagem e Aconselhamento de Parauapebas (CTA) foi realizada na manhã desta…
No Dia Mundial de Combate à Aids, papa pede solidariedade a vítimas

No Dia Mundial de Combate à Aids, papa pede solidariedade a vítimas

 O papa Francisco pediu nesta quarta-feira (1º) mais solidariedade com aqueles que sofrem com o vírus HIV, para garantir os…
Confira quem tem direito à tarifa social de energia elétrica com as novas regras

Confira quem tem direito à tarifa social de energia elétrica com as novas regras

O brasileiro poderá ter um desconto na conta de luz de 100% graças a um projeto de lei que prevê…
Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário

Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário

Trabalhadores nascidos em dezembro têm, de hoje (1º) até 31 de dezembro, para aderir ao saque-aniversário do Fundo de Garantia…
São Paulo confirma terceiro caso da variante ômicron no Brasil

São Paulo confirma terceiro caso da variante ômicron no Brasil

A Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo confirmou nesta quarta-feira (1°) o terceiro caso da variante Ômicron no…
Vacinas devem proteger infectados por variante Ômicron, diz secretário

Vacinas devem proteger infectados por variante Ômicron, diz secretário

O secretário de Saúde do Reino Unido, Sajid Javid, disse, nesta quarta-feira (1º),que é possível que as vacinas sejam menos…