Correio de Carajás

Campus I : Marabá recebe renomada historiadora na Unifesspa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nesta segunda-feira (14), Marabá recebe a visita da historiadora Maria Auxiliadora Schmidt, da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ela é uma das maiores pesquisadoras do Brasil e tem ministrado palestras mundo afora. Em Marabá, Maria Schmidt abordará o tema “O que faz o pesquisador quando pesquisa e ensina história”. O evento será realizado no auditório do Campus I da universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), a partir das 18h.

Partindo do princípio de que não há dicotomia entre professor e historiador, Maria Schmidt aborda os desafios que todos os historiadores têm quando estão em sala de aula. O público alvo do evento são estudantes e professores da rede pública.

A palestra marca o lançamento oficial do site do grupo de pesquisas denominado Itemnpo – Interpretação do Tempo, Ensino, Memória, Narrativa e Política – que reúne professores pesquisadores e estudantes de História na Unifesspa, também Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade do Estado do Pará (UEPA).

Leia mais:

Quem coordena o grupo é o professor Erinaldo Cavalcante, que também é coordenador da Faculdade de História da Unifesspa. Ele explica que a ideia do Itemnpo é agregar um conjunto de debates, de pesquisas, de reflexões, que envolvam esses quatro pilares que sustentam e dão nome ao grupo. (Chagas Filho)

 

 

Nesta segunda-feira (14), Marabá recebe a visita da historiadora Maria Auxiliadora Schmidt, da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ela é uma das maiores pesquisadoras do Brasil e tem ministrado palestras mundo afora. Em Marabá, Maria Schmidt abordará o tema “O que faz o pesquisador quando pesquisa e ensina história”. O evento será realizado no auditório do Campus I da universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), a partir das 18h.

Partindo do princípio de que não há dicotomia entre professor e historiador, Maria Schmidt aborda os desafios que todos os historiadores têm quando estão em sala de aula. O público alvo do evento são estudantes e professores da rede pública.

A palestra marca o lançamento oficial do site do grupo de pesquisas denominado Itemnpo – Interpretação do Tempo, Ensino, Memória, Narrativa e Política – que reúne professores pesquisadores e estudantes de História na Unifesspa, também Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade do Estado do Pará (UEPA).

Quem coordena o grupo é o professor Erinaldo Cavalcante, que também é coordenador da Faculdade de História da Unifesspa. Ele explica que a ideia do Itemnpo é agregar um conjunto de debates, de pesquisas, de reflexões, que envolvam esses quatro pilares que sustentam e dão nome ao grupo. (Chagas Filho)

 

 

Comentários

Mais

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

Em recomendações conjuntas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) requisitaram uma série…
A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

Artes, maquiagens, receitas, discussões político-sociais, tutoriais, dicas, gatos…. tem um pouco de muito no perfil de Amanda Gil Cardoso de…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no…
Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

O programa Linha Verde aderiu à campanha “Abril Laranja”, que possui como objetivo conscientizar a população e prevenir o crime…
Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Para que a proteção à Covid-19 proporcionada pelas vacinas funcione como o previsto é necessário tomar as duas doses, tanto…