Correio de Carajás

Campanha de conscientização contra queimadas é aprovada pela Câmara

PARAUAPEBAS

Campanha tem intuito de treinar servidores e orientar população acerca de incêndios (Imagem: Divulgação)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Medidas de prevenção e combate a incêndios em Parauapebas ganham mais força a partir de agora

Em sessão plenária da Câmara dos Vereadores de Parauapebas nesta terça-feira (28), foi aprovado, por unanimidade, a campanha de conscientização contra queimadas, com intuito de instruir servidores e população acerca do combate aos incêndios no município. O projeto de lei nº 080 é de autoria da vereadora Eliene Soares (MDB).

O PL lista as seguintes finalidades:

  • – Orientar os servidores públicos e prestadores de serviços do município sobre a proibição de provocar ou atear fogo em terrenos, áreas públicas ou em materiais resultantes de limpezas;
  • – Promover campanhas educativas no âmbito das escolas municipais sobre o perigo das queimadas e suas consequências para a saúde das pessoas, bem como sobre o comprometimento do meio ambiente e o risco de extinção de espécies vegetais e animais;
  • – Inibir as queimadas por meio das ações de fiscalização e autuações;
  • – Reduzir a emissão de fumaças e poluentes em dispersão na atmosfera;
  • – Diminuir o número de pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) com diagnósticos de problemas respiratórios, bem como o agravamento das doenças respiratórias

A campanha de conscientização se soma à Lei Municipal 4.925, de 22 de dezembro de 2020, que determinou as punições cabíveis para quem praticasse queimadas em lotes públicos ou privados sem a fiscalização dos órgãos competentes.

Leia mais:

Na justificativa, Eliene Soares cita também como intuito do projeto que “é preciso criarmos estratégias para fazer com que o conteúdo da lei chegue à sociedade e, principalmente, intimide os desordeiros e infratores, que insistem em incendiar o município na época mais seca do ano, justamente quando o meio ambiente e as pessoas se encontram mais vulneráveis”, se referindo ao verão amazônico em Parauapebas, com baixo regime de chuvas. (Juliano Corrêa)

 

Comentários

Mais

Projeto cria cadastro nacional de pedófilos

Projeto cria cadastro nacional de pedófilos

Um cadastro nacional vai reunir pessoas condenadas por crimes relacionados à pedofilia. A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos…
Lançada Operação Festas Seguras 2021

Lançada Operação Festas Seguras 2021

Mais de 100 agentes vão reforçar a segurança da população do município de Tailândia, localizado na região nordeste do Pará.…
Presidente regulamenta auxílio gás e Programa Alimenta Brasil

Presidente regulamenta auxílio gás e Programa Alimenta Brasil

O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quinta-feira (2) decreto que regulamenta a Lei 14.237/21, que institui o auxílio gás. O texto…
Senado aprova em dois turnos PEC dos Precatórios

Senado aprova em dois turnos PEC dos Precatórios

Com uma votação folgada, o Senado aprovou, no início da tarde desta quinta-feira (2), em dois turnos, a chamada PEC…
Posse de Mendonça no STF será no dia 16 de dezembro

Posse de Mendonça no STF será no dia 16 de dezembro

O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu hoje (2) que a posse de André Mendonça será no dia 16 de dezembro,…
Barbados se torna república e declara Rihanna heroína nacional

Barbados se torna república e declara Rihanna heroína nacional

Barbados se tornou oficialmente uma república na segunda-feira (29) à noite, em uma cerimônia na qual a rainha Elizabeth II deixou de ser…