Correio de Carajás

Cada preso no Pará custa R$ 2 mil por mês ao Estado

Foto: Cezar Magalhães
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Pesquisa indica que cada preso custa cerca de R$ 2 mil por mês ao Estado. Somente com aqueles que têm direito ao semiaberto, o governo chega a gastar R$ 33 milhões por ano. Para diminuir os custos excessivos no sistema carcerário paraense, o Tribunal de Justiça do Estado (TJ-PA) debate o aumento do sistema de monitoramento eletrônico de detentos para a diminuição da população carcerária.

A estratégia foi discutida ontem (30), durante reunião entre o desembargador Ronaldo Valle, supervisor do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF) e os defensores públicos Arthur Corrêa da Silva Neto e José Arruda, ambos representantes do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), sendo o primeiro conselheiro estadual e nacional e o segundo, estadual. A reunião também contou a participação da servidora Lívia Souza Coimbra.

Atualmente, a Região Metropolitana de Belém (RMB) possui 1.943 presos com monitoramento eletrônico, sendo esses oriundos do regime aberto e semiaberto, além de pessoas do regime fechado que estão de licença para tratamento de saúde. A intensão é aumentar esse contingente para cerca de cinco mil na RMB.

Leia mais:

Para Arthur Corrêa da Silva Neto, a medida é imprescindível não apenas para diminuir a população dos presídios, mas para que o Estado tenha mais controle sobre o crime organizado. “É o encarceramento que está fortalecendo as facções criminosas tanto dentro quanto fora dos presídios”, afirmou. Além disso, estudos mostram que o monitoramento eletrônico é mais econômico para o Estado.

REDUÇÃO

O conselheiro também citou o número crescente de fugas das colônias que recebem os presos do semiaberto, além de as constantes rebeliões que levam insegurança à população do entorno das casas penais. “O índice de rompimento da monitoração eletrônica é muito menor que o número de fugas”, ressaltou.

(Diário do Pará)

Comentários

Mais

Adolescente morre esmagado por “Carreta Furação” em Marabá

Adolescente morre esmagado por “Carreta Furação” em Marabá

Um adolescente de apenas 14 anos de idade morreu esmagado pela Carreta Furação ou “Trem da Alegria”, na noite desta…
Automóvel roubado em Goiânia em 2015 é recuperado em Redenção

Automóvel roubado em Goiânia em 2015 é recuperado em Redenção

Um automóvel com registro de roubo em Goiânia-GO desde 2015 foi recuperado pela Polícia Militar durante ronda ostensiva em Redenção,…
Criança de 5 anos é assassinada com tiro na cabeça em Santana

Criança de 5 anos é assassinada com tiro na cabeça em Santana

Uma criança identificada como Ana Júlia Pantoja, de 5 anos, morreu no fim da tarde desta quarta-feira (15) após levar…
Operação na Vila do Rato prende traficantes do PCC

Operação na Vila do Rato prende traficantes do PCC

Na última terça-feira (15), a 1ª Companhia Independente de Missões Especiais (CIME), realizou uma operação na Vila Canaã (popular Vila…
Rapaz é morto a tiros no quintal de casa

Rapaz é morto a tiros no quintal de casa

No final da manhã de terça-feira (14) dois homens em uma motocicleta modelo Pop chegaram na frente da residência de…
Polícia vê mistério em corpo achado em tanque de combustível

Polícia vê mistério em corpo achado em tanque de combustível

Um assassinato bárbaro foi descoberto em Marabá nesta quarta-feira (15). O corpo de Genilson dos Santos Souza, que estava desaparecido…