Correio de Carajás

Brasil abre 35,9 mil vagas formais em julho

Informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgadas em coletiva de imprensa nesta tarde apontam que o mercado de trabalho brasileiro abriu 35,9 mil vagas formais no mês passado, o que torna julho o quarto mês consecutivo com saldo positivo.

Conforme os dados, este saldo é resultado da diferença entre 1.167.770 admissões e 1.131.870 demissões no mês passado. Ainda segundo a divulgação, entre janeiro e julho há um saldo positivo acumulado de 103.258 novas vagas.

Conforme divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o saldo positivo foi impulsionado pelo setor da indústria da transformação, que criou 12.594 vagas. Além disso, o comércio abriu 10.156 vagas e o setor de serviços mais 7.714. Em seguida aparecem a agropecuária, com 7.055 vagas, e a construção civil, com 724 vagas. Os setores de industriais de utilidade pública, administração pública e área extrativa mineral, no entanto, fecharam vagas no último mês.

Leia mais:

Os dados relacionados a Marabá no mês de julho e junho, especificamente, ainda não estão disponíveis, mas em maio ocorreram 3.170 admissões contra 2.200 desligamentos. O número de empregos formais entre primeiro de janeiro e o final de maio, na cidade, alcançou 35.670 em 6.342 estabelecimentos. (Luciana Marschall)

Informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgadas em coletiva de imprensa nesta tarde apontam que o mercado de trabalho brasileiro abriu 35,9 mil vagas formais no mês passado, o que torna julho o quarto mês consecutivo com saldo positivo.

Conforme os dados, este saldo é resultado da diferença entre 1.167.770 admissões e 1.131.870 demissões no mês passado. Ainda segundo a divulgação, entre janeiro e julho há um saldo positivo acumulado de 103.258 novas vagas.

Conforme divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o saldo positivo foi impulsionado pelo setor da indústria da transformação, que criou 12.594 vagas. Além disso, o comércio abriu 10.156 vagas e o setor de serviços mais 7.714. Em seguida aparecem a agropecuária, com 7.055 vagas, e a construção civil, com 724 vagas. Os setores de industriais de utilidade pública, administração pública e área extrativa mineral, no entanto, fecharam vagas no último mês.

Os dados relacionados a Marabá no mês de julho e junho, especificamente, ainda não estão disponíveis, mas em maio ocorreram 3.170 admissões contra 2.200 desligamentos. O número de empregos formais entre primeiro de janeiro e o final de maio, na cidade, alcançou 35.670 em 6.342 estabelecimentos. (Luciana Marschall)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.