Correio de Carajás

Bombeiros de MG chegam a Moçambique para missão com atingidos pelo ciclone Idai

Bombeiros de Minas Gerais desembarcam em Moçambique — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os 20 militares do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, acompanhados de 20 homens da Força Nacional Brasileira (FNB), pousaram no Aeroporto Internacional de Beira, Província de Sofala, em Moçambique, na África, nesta segunda-feira (1º). A aterrissagem foi às 12h48 do horário local, 7h48 em Brasília.

A tropa chegou bem e foi recebida pelo ministro embaixador Carlos Alfonso Iglesias Puente e pelo coronel de Artilharia Moisés da Paixão Júnior, do Exército Brasileiro.

O major Rafael Cosendey com o ministro embaixador, Carlos Alfonso Iglesias Puente, e o coronel da Artilharia Moisés da Paixão Júnior, — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
O major Rafael Cosendey com o ministro embaixador, Carlos Alfonso Iglesias Puente, e o coronel da Artilharia Moisés da Paixão Júnior, — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

A tropa que atuou nos trabalhos de busca da tragédia de Brumadinho,embarcou na noite desta sexta-feira (29) no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, para Moçambique, país arrasado pelo ciclone Idai.

Leia mais:

O ciclone Idai tocou o solo em Moçambique em 14 de março, até seguir continente adentro e perder força. Alagamentos causaram destruição e morte também no Malaui e no Zimbábue. O número de mortos chegou a 815 nos três países, de acordo com a Associated Press. Desse total, 501 vítimas morreram em território moçambicano. Depois da destruição, autoridades tentam conter o avanço do cólera – mais de 500 casos da doença tinham sido registrados até domingo (31).

A missão foi articulada pelo Governo Federal, por meio do Ministério das Relações Exteriores. Os militares mineiros são especialistas em operações de busca, salvamento e gestão de desastre. A previsão de participação na “Operação África” é de 15 dias.

Ciclone Idai atingiu Moçambique, Zimbábue e Malawi  — Foto: Karina Almeida/G1
Ciclone Idai atingiu Moçambique, Zimbábue e Malawi — Foto: Karina Almeida/G1

(Fonte:G1)

Comentários

Mais

Anvisa determina recolhimento de lote com mais de 40 mil doses de Coronavac no Pará

Anvisa determina recolhimento de lote com mais de 40 mil doses de Coronavac no Pará

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou o recolhimento de 25 lotes de vacinas Coronavac, entre eles o lote…
Prazo para prova de vida acaba dia 30 para aposentados e pensionistas

Prazo para prova de vida acaba dia 30 para aposentados e pensionistas

Aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis que ainda não fizeram, junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a comprovação…
Usuários de mototáxi em Marabá denunciam cobrança acima da tabela

Usuários de mototáxi em Marabá denunciam cobrança acima da tabela

Vários usuários do serviço de mototáxi em Marabá estão revoltados com a cobrança que os condutores estão fazendo, acima da…
Pará registra 589.628 casos e 16.630 mortes pela Covid-19

Pará registra 589.628 casos e 16.630 mortes pela Covid-19

O Pará contabilizou mais 376 casos de Covid-19 e 6 mortes causada pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
NÃO É FAKE: Conta de luz da Equatorial Energia pode ser paga pelo PIX

NÃO É FAKE: Conta de luz da Equatorial Energia pode ser paga pelo PIX

Os clientes do Grupo Equatorial Energia poderão pagar seus boletos através do PIX. A partir de 20 de setembro, os…
Dona de boate morre em acidente na BR-155

Dona de boate morre em acidente na BR-155

Uma caminhonete com cinco passageiros tombou nesta quinta-feira, 23, na Rodovia BR-155, entre Redenção e Pau D’arco, na região sul…