Correio de Carajás

Bombeiros alertam para armadilhas na Praia do Tucunaré

Buracos oferecem risco a banhistas na Praia do Tucunaré. Bombeiros salvaram três vidas no último fim de semana | Fotos: Josseli Carvalho
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Não é de hoje que a existência de buracos na Praia do Tucunaré (ou Tucunaré Beach, como é melhor conhecida na internet) inquieta banhistas e profissionais responsáveis pela segurança do público que a frequenta. Na última semana, aliás, um moço de apenas 18 anos perdeu a vida para uma armadilha no ponto de lazer, que possui quase sete quilômetros de extensão no seio do Rio Tocantins. Em razão da pandemia, a quantidade de pessoas que procuram o espaço caiu no confronto com o ano passado, mas nem por isso a guarda baixou.

De acordo com o aspirante a tenente Ávila Rodrigo de Sousa Fonseca, do Corpo de Bombeiros Militar, o procedimento da corporação na praia foi ostensivo desde a liberação pelo município. Ele revela a presença de cerca de 5 mil pessoas no último domingo (2) e destaca avanços na prevenção de acidentes e afogamentos no destino primeiro do verão em Marabá. “Com as nossas orientações e advertências, deu para evitar muitos acidentes”, argumenta.

Por falar em medidas contra os afogamentos, três vidas foram salvas pelos profissionais no último fim de semana. “Tivemos três princípios de afogamento. Pessoas que caíram em buracos. Achavam que o perímetro era raso, caíram e se desesperaram. A sorte é que estavam na nossa área de atuação a tempo de receber socorro, o que não aconteceu com o rapaz”, lamenta Ávila.

Leia mais:
Atenção a crianças deve redobrar na ausência dos bombeiros

A partir desta semana, os bombeiros passam a atuar na praia apenas aos sábados e domingos, dias que concentram a maior demanda. Isso acontece devido ao fim da Operação Verão 2020, da qual participam os órgãos de segurança que integram o gabinete de gestão conjunta. “Nós orientamos [às pessoas] o máximo cuidado [na praia], porque não mais estaremos no local”, enfatiza o aspirante Ávila.

Com a retirada de campo do Corpo de Bombeiros, é fato, a bússola do banhista deve apontar para o bom senso. Isso porque o cordão de isolamento posto para dividir o espaço com os barqueiros e operadores de motos aquáticas será removido, sem contar com a ausência de guarda-vidas para atender a ocorrências urgentes.

Ávila também pede aos pais que tomem cuidado com as crianças na hora do banho. “Água não tem cabelo, diz a máxima popular. A praia é muito perigosa. Tem muitos buracos e a correnteza é forte. Por isso, cuidado redobrado, principalmente com as crianças”, finaliza ele. (Vinícius Soares e Josseli Carvalho)

Mais

Pará recebe mais uma remessa de doses de vacinas contra Covid-19

Pará recebe mais uma remessa de doses de vacinas contra Covid-19

O Pará recebeu, na tarde desta quinta-feira (6), a décima oitava remessa de vacinas contra a Covid-19. Foram enviadas pelo…
Marabá sedia encontro de promoção da igualdade racial

Marabá sedia encontro de promoção da igualdade racial

O município de Marabá sediou na tarde desta quarta-feira, 5, um encontro entre a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção…
OMC faz apelo por negociações sobre patentes de vacinas da covid-19

OMC faz apelo por negociações sobre patentes de vacinas da covid-19

A chefe da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, elogiou hoje (6) o posicionamento dos Estados Unidos a favor…
Ministério da Saúde libera 284 leitos de suporte ventilatório pulmonar

Ministério da Saúde libera 284 leitos de suporte ventilatório pulmonar

O Ministério da Saúde autorizou hoje (6) mais 284 leitos com suporte ventilatório pulmonar para tratamento de pacientes com quadro…
Colonos bloqueiam garagem da Secretaria de Obras de Parauapebas

Colonos bloqueiam garagem da Secretaria de Obras de Parauapebas

Uma manifestação promovida por colonos da Serra do Cedro, vilarejo localizado a 30 quilômetros de Parauapebas, bloqueou a garagem da…
Pará registra 480.129 casos de Covid-19 e 13.391 mortes

Pará registra 480.129 casos de Covid-19 e 13.391 mortes

O Pará registrou nesta quarta-feira (5) um total de 480.129 casos de Covid-19 e 13.391 mortes. De acordo com o…