Cássio Carvalho possivelmente usava seu bar apenas como fachada para o tráfico de drogas/ Fotos: Divulgação

Na noite de terça-feira (6), no Bairro 12 de Julho, Rua do Mogno, em Itupiranga, policiais militares desbarataram um bar que servia apenas de fachada para o tráfico de drogas. O dono do estabelecimento, identificado como Cassio Silva Carvalho, tinha até uma gaveta com um fundo falso onde escondia a droga.

[pro_ad_display_adzone id="528"]

De acordo com informações da Polícia Militar, ao fazer uma primeira abordagem foi encontrado uma trouxa de substância parecendo ser maconha. Nesse momento Cássio se apresentou como sendo usuário de drogas e proprietário do bar.

Diante disso, foram feitas buscas no estabelecimento foi encontrada uma caixa com uma quantia de R$ 84, o que seria normal. Mas a caixa tinha um fundo falso e lá estavam aproximadamente 37 gramas de maconha. Diante a situação flagrancial tudo foi encaminhando para delegacia para os procedimentos cabíveis.

Dinheiro trocado, droga e celulares foram apreendidos pela polícia

Além da maconha, foram apreendidos ainda pela Polícia Militar, três aparelhos celulares, sendo um J5 dourado, um Motorola e um Positivo. É possível que pelo menos dois dos telefones tenham sido empenhados no bar por viciados em drogas.

EM MARABÁ

Era quase meia-noite da última terça-feira (6), quando policiais militares, de serviço pelas ruas da Marabá Pioneira, avistaram um homem em atitude suspeita na Avenida Antônio Maia, avenida mais tradicional da cidade. Ao abordarem o suspeito, a desconfiança dos policiais se materializou: Ricardo Oliveira de Andrade estava com 18 pedras de crack.

Ao ser indagado pelos policiais sobre o motivo de estar portando tanta droga, o acusado alegou que todas as 18 pedras de crack seriam para seu consumo próprio, mas obviamente a versão de Ricardo não convenceu os militares, que o apresentaram na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Marabá.

Tudo leva a crer que o acusado pegava o crack em uma das bocas de fumo existentes na Marabá Pioneira (sobretudo nas bordas do núcleo mais antigo da cidade, como Cabelo Seco, Vila do Rato e Santa Rosa), para revender em outros pontos de Marabá.

Saiba mais

Tanto o acusado de Itupiranga (Cássio Carvalho) quanto o acusado preso em Marabá (Ricardo Andrade) foram levados a audiência de custódia na manhã de ontem (7), nas ruas respectivas comarcas e foram mantidos os flagrantes por “Tráfico de Drogas e Condutas Afins”.  (Chagas Filho)

[pro_ad_display_adzone id="530"]

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui