Correio de Carajás

Ato político marca o Dia Nacional da Luta Antimanicomial em Marabá

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Amanhã, sexta-feira (18), comemora-se os 30 anos do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, considerado um marco para saúde mental. Em Marabá, a equipe do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) realiza um ato político em alusão a data.

O evento acontece no Plenarinho da Câmara Municipal de Marabá, a partir das 8 horas, onde será apresentada a rede de atendimento psicossocial no município, além da fala de representante dos usuários do serviço e a leitura de carta aberta dos estudantes de curso de Psicologia da Unifesspa.

#ANUNCIO

Leia mais:

O público-alvo são os trabalhadores e gestores da saúde pública, usuários da rede e familiares, estudantes e a sociedade civil. O objetivo e sensibilizar os serviços de saúde mental em geral, movimentos sociais, sociedade e instituições formadoras para superação do estigma do preconceito e da exclusão social das pessoas com transtorno mental.

Além dos depoimentos e da apresentação da equipe, será aberto espaço para fala da ala psicossocial do Hospital Municipal de Marabá e do Conselho Regional de Psicologia. Paralelamente, ocorre exibição de filmes no CAPs II, além da exposição “Túnel do Tempo”, aberta todos os dias para visitação. (Luciana Marschall)

 

 

Amanhã, sexta-feira (18), comemora-se os 30 anos do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, considerado um marco para saúde mental. Em Marabá, a equipe do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) realiza um ato político em alusão a data.

O evento acontece no Plenarinho da Câmara Municipal de Marabá, a partir das 8 horas, onde será apresentada a rede de atendimento psicossocial no município, além da fala de representante dos usuários do serviço e a leitura de carta aberta dos estudantes de curso de Psicologia da Unifesspa.

#ANUNCIO

O público-alvo são os trabalhadores e gestores da saúde pública, usuários da rede e familiares, estudantes e a sociedade civil. O objetivo e sensibilizar os serviços de saúde mental em geral, movimentos sociais, sociedade e instituições formadoras para superação do estigma do preconceito e da exclusão social das pessoas com transtorno mental.

Além dos depoimentos e da apresentação da equipe, será aberto espaço para fala da ala psicossocial do Hospital Municipal de Marabá e do Conselho Regional de Psicologia. Paralelamente, ocorre exibição de filmes no CAPs II, além da exposição “Túnel do Tempo”, aberta todos os dias para visitação. (Luciana Marschall)

 

 

Comentários

Mais

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

Em recomendações conjuntas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) requisitaram uma série…
A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

Artes, maquiagens, receitas, discussões político-sociais, tutoriais, dicas, gatos…. tem um pouco de muito no perfil de Amanda Gil Cardoso de…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no…
Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

O programa Linha Verde aderiu à campanha “Abril Laranja”, que possui como objetivo conscientizar a população e prevenir o crime…
Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Para que a proteção à Covid-19 proporcionada pelas vacinas funcione como o previsto é necessário tomar as duas doses, tanto…