Correio de Carajás

Atleta atingida por bote salva-vidas dos Bombeiros morre dois dias após acidente

Ludimila morreu após ficar internada em estado grave na UTI do Hospital Geral de Palmas — Foto: Reprodução/Facebook
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Morreu na manhã desta terça-feira (4), por volta das 6h15, a triatleta Ludimila Barbosa, de 40 anos, atingida pela hélice de um bote salva-vidas dos Bombeiros, durante uma competição. A vítima estava internada desde o último domingo (2), na UTI do Hospital Geral de Palmas em estado grave. Por causa do acidente, precisou amputar o pé esquerdo.

A morte foi confirmada pela Secretaria Estadual da Saúde, a qual em nota informou que mesmo com todos os recursos disponíveis a paciente não resistiu. O corpo foi levado para o IML de Palmas, já que a vítima sofreu um acidente e por isso o IML precisa fazer exame necroscópio para definir as causas.

O acidente aconteceu no lago de Palmas durante a 6ª etapa do circuito estadual de Maratona Aquática do Tocantins. Ludimila participava de competições desde o fim de 2017 e era professora no Centro Municipal de Educação Infantil João e Maria, da Prefeitura de Palmas. Uma faixa de luto foi colocada na porta da unidade escolar.

Leia mais:

Nesta segunda-feira (3), cerca de 40 bombeiros se mobilizaram para fazer doação de sangue. Segundo a corporação, um ônibus percorreu os batalhões da capital para transportar os militares voluntários até os hemocentros da capital.

A Marinha do Brasil instaurou um inquérito para investigar o acidente. O comandante da Marinha em Palmas, Capitão Alberto Ramos, disse que ainda é cedo para falar sobre a investigação. “O inquérito que foi instaurado hoje pela Capitania Fluvial do Araguaia Tocantins irá detalhar estas circunstâncias com o propósito de apurar as causas e responsabilidades”, disse ele.

Ludimila Barbosa Oliveira foi atingida pela lancha durante a maratona — Foto: Reprodução/Facebook
Ludimila Barbosa Oliveira foi atingida pela lancha durante a maratona — Foto: Reprodução/Facebook

O acidente

O Corpo de Bombeiros informou que começou a ventar muito no decorrer da prova e que após a metade do percurso alguns atletas começaram a pedir ajuda. Dois chegaram a ser retirados da água e os militares resgatavam um terceiro quando perceberam que a mulher foi atingida pela parte de trás da embarcação.

O comando dos Bombeiros lamentou o ocorrido e disse que “todos os procedimentos necessários para preservação da vida e elucidação dos fatos, foram e estão sendo tomados”.

A Marinha foi acionada e a polícia técnica foi ao local para periciar a lancha. A Federação Aquática do Tocantins disse que a provas respeitou as regras internacionais e nacionais de segurança na água e que todas as providências legais estão sendo tomadas. (Fonte:G1)

Comentários

Mais

Mulher de 27 anos morre na BR-230

Mulher de 27 anos morre na BR-230

Entre os corpos que passaram pelo Instituto Médico Legal (IML) no final de semana está Jessica Moreira Padilha, de 27…
Assaltante é preso com arma e tornozeleira eletrônica

Assaltante é preso com arma e tornozeleira eletrônica

O homem que foi preso no final de semana em Marabá, portando uma pistola .380 Taurus, com 15 munições intactas,…
Quase 260 toneladas de manganês são apreendidas em Marabá

Quase 260 toneladas de manganês são apreendidas em Marabá

Ao menos 259 toneladas de minério do tipo manganês transportadas de forma ilegal foram apreendidos em Marabá, no sudeste do Pará.…
Caseiro é preso por porte ilegal de arma

Caseiro é preso por porte ilegal de arma

Francisco Borges Pereira, que trabalhava como caseiro de um sítio na Vila Lajeado 1, zona rural de Marabá, foi preso…
Mulher é autuada com mais de 50 gramas de maconha no Alto Bonito

Mulher é autuada com mais de 50 gramas de maconha no Alto Bonito

Carregando mais de 50 gramas de maconha na bolsa, Rayris Souza Ramos saiu correndo ao avistar a guarnição da Guarda…
Comeu manga, invadiu empresa para usar o banheiro e acabou na delegacia

Comeu manga, invadiu empresa para usar o banheiro e acabou na delegacia

Paulo Sérgio Silva, de 20 anos, foi levado para a 20ª Delegacia de Polícia Civil de Parauapebas após ser flagrado…