Correio de Carajás

Apelo: OAB chama atenção sobre alto nível de abstenções

Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O ritmo de comparecimento de eleitores em Marabá neste segundo turno das eleições, pelo menos até o momento, está abaixo do esperado. Tanto nas sessões de votação localizadas na área urbana da cidade quanto na zona rural, o número de eleitores está aquém dos que foi registrado no primeiro turno de votação deste ano, realizado no dia 7 de outubro.

O baixo comparecimento às urnas nas escolas visitadas pela Comissão Eleitoral da OAB, subseção Marabá, na manhã deste domingo acendeu o sinal de alerta e levou o presidente da entidade, Haroldo Gaia, a fazer uma apelo ao vivo na Rádio Correio FM, 92.1 aos eleitores que ainda não votaram para que não deixem de exercer esse direito até o encerramento da votação, às 17 horas.

“Estamos com duas equipes visitando os locais de votação na cidade e constatamos um número baixíssimo de eleitores em cada sessão visitada. E o pior é que essa é a constatação em todas as sessões que já visitamos”, disse em tom de preocupação. “O voto foi uma conquista a ferro e fogo da redemocratização do País. Muita gente perdeu a vida por essa conquista e não podemos simplesmente esquecer isso”, reitera.

Leia mais:

Gaia ressalta que o voto representa a confiança que o eleitor está depositando em determinado candidato e que esse representante precisa ser cobrado por isso. “Não vamos dar carta branca pra ninguém, vamos cobrar melhorias. Mas, para isso, a população precisa comparecer em peso nas urnas e exercer seu direito ao voto”.

“Não podemos nos omitir nessa hora, porque a omissão também elege. E mais, houve um investimento alto de dinheiro público para a realização desta eleição, como nas demais. E dinheiro público é o nosso dinheiro”, completa.

Quanto a segurança do sistema eleitoral em relação a inviolabilidade das urnas eletrônicas, Gaia garante confiar que as urnas são à prova de fraude. “Muito já se suspeitou da credibilidade das urnas, mas ninguém conseguiu provar nada que coloque o sistema em suspeição. O momento é histórico. Nós, da OAB, confiamos na urna eletrônica. Ela é segura e célere”, reforçou.

Por fim, Gaia disse ainda que a Comissão Eleitoral vai continuar trabalhando nas eleições em Marabá, mesmo depois do encerramento da votação, acompanhando a apuração dos votos e dando apoio a justiça eleitoral no que for necessário. (Da Redação, com informações da Rádio Correio FM)

 

Mais

Prefeitura de Marabá libera espaços de eventos a partir de segunda

Prefeitura de Marabá libera espaços de eventos a partir de segunda

A partir da próxima segunda-feira (17) os espaços de eventos ficam autorizados a funcionar em Marabá. O decreto nº 196,…
Começa hoje consulta pública sobre mudanças na Nova Marabá

Começa hoje consulta pública sobre mudanças na Nova Marabá

Nesta sexta-feira, dia 14 de maio, inicia a Consulta Pública promovida pela Câmara Municipal de Marabá, para que a população…
Covid-19: Novas etapas da campanha de vacinação iniciam neste fim de semana em Marabá

Covid-19: Novas etapas da campanha de vacinação iniciam neste fim de semana em Marabá

A Secretaria Municipal de Saúde de Marabá informa que, neste final de semana, sábado (15) e domingo (16), ocorrerá uma…
Post usa notícia de 2019 para parabenizar Bolsonaro por acordo Mercosul-UE, mas negociações estão paradas

Post usa notícia de 2019 para parabenizar Bolsonaro por acordo Mercosul-UE, mas negociações estão paradas

Investigado por: Verificado por:    É enganosa uma publicação no Facebook do dia 9 de maio de 2021, em um…
Estado regulariza cerca de 2.500 lotes dos bairros Liberdade e Independência

Estado regulariza cerca de 2.500 lotes dos bairros Liberdade e Independência

A Companhia de Habitação do Estado do Para (Cohab), ligada ao Governo do Estado, está trabalhando de forma célere para…
Filhote de jacaré surge em bueiro aberto na Folha 6

Filhote de jacaré surge em bueiro aberto na Folha 6

Um morador nada comum deu o “ar da graça” e surpreendeu a população da Folha 6. Um filhote de jacaré…