Correio de Carajás

Anatel divulga balanço dos serviços de telecomunicações de 2019

Foto: EBC/ Marcello Casal Jr
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O número de reclamações dos assinantes de serviços de telecomunicações, como telefones fixo e móvel, banda larga e TV por assinatura, apresentou, em 2019, um crescimento de 1,28%, em relação ao registrado em 2018. Os números constam de balanço divulgado ontem (10) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em 2019 foram  2.978.758 reclamações de consumidores desses serviços, 37,5 mil reclamações a mais do que as registradas em 2018, que somaram 2.941.240.

Segundo a agência, no balanço total, Brasil fechou o ano de 2019 com 308,6 milhões de acessos aos diferentes serviços de telecomunicações, dos quais 32,56 milhões de acessos foram do serviço debanda larga fixa, um crescimento de 4,30% no ano. O serviço também foi o que teve a maior variação no percentual de reclamações, com um crescimento de 15,68% no número de reclamações em 2019, na comparação com o apurado em 2018. No total foram registradas 580.680, quase 80 mil queixas a mais do que em 2018.

O serviço de telefonia móvel pós-paga vem na sequência com o maior número de reclamações. Em 2019, foram registradas 1.043.533 queixas, contra 973.770 em 2018, o que representa um crescimento de 7,16% no número de reclamações.

Leia mais:

Nos demais serviços, o relatório mostra que o volume de reclamações acompanhou de perto o crescimento ou a queda no número de consumidores, o que, segundo a Anatel, sugere estabilização de reclamações após as quedas consecutivas desde 2015.

No serviço celular pré-pago foram registradas 377 mil queixas, contra 400 mil em 2018, uma redução de 5,75%. Na telefonia a redução foi ainda maior, de 10,01%, com 595 mil, contra 661 mil, em 2018. Na TV por assinatura a redução no número de reclamações foi 4,37%, com 383 mil registrados em 2018 e 366 mil em 2019.

“Questões relacionadas à cobrança e ao crédito pré-pago foram os maiores motivadores de registros: cerca de 1,24 milhão em 2019, ou 42% do total das reclamações. Reclamações envolvendo a qualidade e o funcionamento dos serviços, por outro lado, sofreram redução significativa, de quase 10% em números absolutos, ou 53 mil. Em 2019, reclamações sobre qualidade e funcionamento corresponderam a 16% das queixas registradas na Anatel, contra 18% no ano anterior”, disse a empresa.

De acordo com a agência, os consumidores podem registrar reclamações contra prestadoras de telecomunicações por meio do site ; do aplicativo gratuito para celulares Anatel Consumidor e da Central de Atendimento Telefônico, que atende gratuitamente de 8h às 20h nos dias úteis no número 1331.

(Agência Brasil)

Comentários

Mais

Adolescente com deficiência entra para grupo prioritário de vacinação

Adolescente com deficiência entra para grupo prioritário de vacinação

O Governo Federal incluiu definitivamente gestantes, puérperas e lactantes, com ou sem comorbidade, no grupo prioritário de imunização contra a…
Moradores do Contestado se revoltam com obra parada há nove meses

Moradores do Contestado se revoltam com obra parada há nove meses

A região do Contestado, que apesar de pertencer à Marabá está localizada a 260 quilômetros da sede do município, sendo…
Taxa de desemprego fica em 14,6% no trimestre encerrado em maio

Taxa de desemprego fica em 14,6% no trimestre encerrado em maio

A taxa de desemprego no país ficou em 14,6% no trimestre encerrado em maio deste ano, segundo dados divulgados hoje…
Padre Fábio de Melo brinca com o calor de Marabá e repercute nas redes sociais

Padre Fábio de Melo brinca com o calor de Marabá e repercute nas redes sociais

Segue com grande repercussão e mais de 7 mil comentários uma postagem feita pelo padre Fábio de Melo em 29…
Famosos e autoridades lamentam incêndio em galpão da Cinemateca Brasileira

Famosos e autoridades lamentam incêndio em galpão da Cinemateca Brasileira

Famosos usaram as redes sociais para lamentar o incêndio que atingiu o galpão da Cinemateca Brasileira, localizado na Vila Leopoldina, Zona Oeste de…
Justiça do Pará proíbe programação com show de Zé Vaqueiro em Melgaço, no Pará

Justiça do Pará proíbe programação com show de Zé Vaqueiro em Melgaço, no Pará

A Justiça do Pará proibiu a programação oficial de verão da prefeitura de Melgaço, no Marajó. Um show com o…