Correio de Carajás

Aluno da Unifesspa casa pela manhã e morre durante jogo do Fla em Marabá

Bruno passou mal após o primeiro gol do Flamengo e acabou morrendo antes de chegar ao HMM

Infarto

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Em dezenas de pontos de Marabá, torcedores do Flamengo se reuniram na tarde deste sábado para assistir à final da Libertadores entre Flamengo e River Plate. A praça São Félix de Valois, na Marabá Pioneira, era um dos locais de maior concentração.

Foi lá que o acadêmico de Letras Bruno Rodrigues Feitosa, da Unifesspa (Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará), decidiu acompanhar a partida, ainda com a roupa de seu casamento com a pedagoga Ana Carolina Fernandes, na manhã de hoje, no Centro de Convenções da Assembleia de Deus Missão em Marabá, na Folha 33.

Segundo informações repassadas à Reportagem do CORREIO DE CARAJÁS, Bruno passou mal logo após o segundo gol do Flamengo, avisaram o DJ Kadson, que pediu para a torcida parar um pouco porque havia um rapaz com princípio de infarto. “O som parou, chamaram o SAMU. Quando a ambulância chegou, abriram espaço, ele foi atendido e depois retirado do local”, conta a jornalista Leidiane Silva, que estava na praça durante a transmissão.

Leia mais:

Em um áudio divulgado agora à noite em grupos de Whatsapp, uma mulher diz que percebeu que Bruno passava mal logo no primeiro gol do Flamengo e começou a abaná-lo com a bandeira do clube. Depois, no segundo gol, a coisa ficou pior e pediram socorro para o sistema de sonorização.

Foto do casamento de Bruno com Ana Carolina na manhã deste sábado, no Centro de Convenções da Assembleia de Deus.

Bruno foi atendido pelo SAMU por cerca de 40 minutos, mas acabou falecendo no local. Seu corpo foi levado para o necrotério do Hospital Municipal de Marabá.

Um contato da Reportagem no Hospital Municipal confirmou, às 22h15, que o corpo do estudante de Letras estava na “pedra” do HMM e a Declaração de Óbito deverá ser assinada pelo médico João Lucas, do SAMU, que fez o atendimento ainda na Praça São Félix. Bruno começou a namorar Ana Caroline ainda em 2007 e o casal tinha um filho menor de três anos de idade. Ele era natural de Parauapebas, mas veio para Marabá ainda pequeno. Ele e a companheira resolveram selar a união durante o casamento comunitário desta manhã. Segundo informação, não confirmada com a família, ele seria cardiopata desde a adolescência. (Ulisses Pompeu)

Mais

Tentativa de furto de dormentes é frustrada na ferrovia

Tentativa de furto de dormentes é frustrada na ferrovia

Nesta segunda feira (10), às 11horas, foi frustrada uma tentativa de furto de dormentes de aço dos trilhos da Estrada…
Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação em poste

Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação em poste

O Corpo de Bombeiros de Redenção resgatou nesta segunda-feira (10) o corpo de um homem que foi eletrocutado e ficou…
Motorista embriagado é flagrado pela PRF na BR-222

Motorista embriagado é flagrado pela PRF na BR-222

Um homem foi detido pela Polícia Rodoviária Federal na tarde de domingo (9) ao conduzir uma motocicleta visivelmente embriagado, na…
Briga entre mulheres termina com uma esfaqueada

Briga entre mulheres termina com uma esfaqueada

Uma confusão na Vila Brejo do Meio, zona rural de Marabá, terminou com uma mulher esfaqueada e outra presa na…
Homem é assassinado no Residencial Magalhães

Homem é assassinado no Residencial Magalhães

Permanecia sem identificação até ontem (10), na câmara fria do Instituto Médico Legal (IML), o corpo de um homem que…
Parauapebas supera Marabá em criminalidade

Parauapebas supera Marabá em criminalidade

Dados recentemente cedidos pela Diretoria de Informática, Manutenção e Estatística da Polícia Civil do Estado do Pará ao Correio de…