Ads

“Eu achava que as paradas (abrigos) de ônibus na frente do Líder e do Atacadão (supermercados) eram obras das próprias empresas, mas ontem eu soube que não, que são da Prefeitura, e fico sem entender como que uma obra assim pode demorar meses. São centenas de pessoas que precisam usar todo dia, povo que compra e os que trabalham nessas lojas, que eu sei que é muita gente, e fica todo mundo em pé e no sol o tempo todo. Se tá faltando é dinheiro pra terminar, porque não deixaram os próprios supermercados fazerem? E tinha um lá no Líder. Derrubaram pra fazer o da prefeitura. E daí vai ser só quando o destino quiser?” – José Henrique Lopes, universitário, em mensagem ao CORREIO.

Ads