Correio de Carajás

Agente de serviços gerais do HMM é a 1ª vacinada em Marabá

Rosinalva, a escolhida, trabalha no HMM há sete anos e há 25 anos é concursada do município de Marabá / Fotos: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A primeira marabaense foi vacinada no início da tarde desta terça-feira (19), na Capela do Hospital Municipal de Marabá (HMM), sendo Rosinalva Nunes de Castro, uma agente de serviços gerais que atua há sete anos na casa de saúde e há 25 anos é concursada da Prefeitura Municipal. O momento é um marco para o município, que já perdeu 251 vidas desde a chegada do novo coronavírus.

Rosinalva é filha de Marabá e reside no Bairro Laranjeiras, tem três filhos e quatro netos e se mostrou muito feliz pelo privilégio de ter sido escolhida como a primeira a receber a valiosa dose. “Estou há meses na linha de frente e hoje terei a oportunidade de receber a tão esperada vacina, graças a Deus”, comemorou.

Ela revelou que apesar de estar há tanto tempo atuando no HMM, em meio a tantos infectados, nunca pegou o vírus. “Meus filhos, inclusive, ficaram muito ansiosos ao saber que eu fui escolhida para ser a primeira vacinada. Pediram até para fazer foto”, comentou sorrindo.

Leia mais:

E quem aplicou a vacina foi a enfermeira da Coordenação de Imunização do Município, Cinthia Mendes, que descreve o momento como o início de uma missão para os profissionais da saúde e solicitou paciência da população. “Sabemos que todos estão ansiosos para serem vacinados, mas, reconhecemos também que a compra foi dificultosa e o processo será de pouco em pouco. Em breve, conseguiremos vacinar a todos”, explica.

Cinthia segura o frasco com a dose que vacinou Rosinalva

Ainda de acordo com Cinthia, não há diferença na aplicação da vacina contra o Covid-19 para as demais, sendo o procedimento feito intramuscular, com dose de 0,5 milímetro, com a necessidade de um intervalo entre as duas doses para ter a eficácia garantida pelo fabricante.

Além disso, ela reforça que mesmo com a chegada da vacina, é necessário manter os cuidados. “As pessoas precisam utilizar a máscara, fazer assepsia das mãos e manter o distanciamento social dos idosos e das pessoas com doenças crônicas, para garantir que estarão protegidas até serem vacinadas”, pede Cinthia.

Valmir estima que em 20 dias chegue um novo lote de vacinas

O secretário Municipal de Saúde, Valmir Moura, comemorou o início da vacinação em Marabá, apesar da pequena quantidade recebida de doses, com apenas 1.609 no primeiro lote. “Há previsão de que em 20 dias chegue mais um lote, então daremos continuidade nos grupos prioritários. Devemos nesse primeiro momento vacinar os profissionais que estão na linha de frente e os idosos institucionalizados”, completou. (Zeus Bandeira)

Comentários

Mais

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…
Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Vereador de Marabá entrega título de Honra ao Mérito ao presidente Bolsonaro

Antes de iniciar seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro convidou para o palco o vereador Fernando Henrique, de Marabá, e…
Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Em Marabá, Bolsonaro exalta “propriedade sagrada” e critica o MST

Festejado por apoiadores em Marabá, que estiveram aos milhares acompanhando seus passos desde o desembarque no aeroporto local, o presidente…
Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Parauapebas começa a vacinar pessoas sem comorbidades a partir de 50 anos

Neste sábado (19) todas as unidades de saúde das zonas urbana e rural de Parauapebas abrem das 9 às 17…