Correio de Carajás

Agência de risco tira grau de investimento da Vale

Sede da Vale, no Rio de Janeiro — Foto: Reuters
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A agência de classificação Moody’s rebaixou nesta quarta-feira (27) a nota de crédito da Vale de Baa3 para Ba1 e colocou o rating da companhia em perspectiva negativa – ou seja, na iminência e uma queda. Com a queda, a mineradora perdeu o grau de investimento. A piora na classificação ocorre depois do rompimento da barragem em Brumadinho no mês passado.

A tragédia em Brumadinho, de acordo com a Moody’s, traz implicações para o perfil de crédito da companhia e ainda deixa a mineradora exposta a uma série de litígios e passivos financeiros por causa do acidente. Segundo o último balanço, a tragédia deixou 179 mortos. Outras 131 pessoas seguem desaparecidas.

“O rebaixamento (…) reflete a elevação dos riscos de crédito após o colapso da barragem de rejeitos em Brumadinho, em 25 de janeiro de 2019, e as consideráveis incertezas associadas ao impacto total e implicações de longo prazo deste desastre social e ambiental sobre o perfil de crédito da Vale como um todo, bem como a exposição significativa a litígios e passivos financeiros que provavelmente persistirão pelos próximos anos”, informou a Moody’s no comunicado.

Leia mais:
Classificação das agências de risco — Foto: Arte/G1
Classificação das agências de risco — Foto: Arte/G1

A perspectiva negativa foi atribuída diante das incerteza do montante a ser pago no futuro pelo acidente e pelos riscos da investigação das responsabilidades sobre as causas do rompimento da barragem em Brumadinho.

De acordo com a Moody’s, o rating da companhia pode ser estabilizado com uma maior “maior visibilidade sobre os custos e passivos financeiros nos quais a Vale pode incorrer” por causa do acidente. Já uma elevação ocorrerá com resultados positivos de ações judiciais e investigações, além da manutenção de um sólido perfil de crédito sólido, liquidez e geração de fluxo de caixa positiva. (Fonte:G1)

Comentários

Mais

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

Anvisa pede inclusão de eventos adversos na bula da vacina da Janssen

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) requereu à farmacêutica estadunidense Janssen e a sua representante no Brasil Cilag a…
Vídeo omite ações de governos anteriores para exaltar obras de Bolsonaro na Transamazônica

Vídeo omite ações de governos anteriores para exaltar obras de Bolsonaro na Transamazônica

Enganoso UOL Poder360 Correio do Estado A Gazeta (ES) Folha GZH CORREIO (BA) BandNews FM EstadãoVídeo engana ao indicar que…
Luiza Trajano entra na lista de 100 pessoas mais influentes da Time

Luiza Trajano entra na lista de 100 pessoas mais influentes da Time

A presidente do conselho de administração da rede varejista Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, entrou para a lista das 100…
Produtores celebram safra e doam melancias à merenda escolar

Produtores celebram safra e doam melancias à merenda escolar

A Associação de Hortifrutigranjeiros, Pescadores e Ribeirinhos de Marabá, localizada na comunidade Boa Esperança, distante 15 quilômetros, próximo à região…
MEC autoriza escolas a usarem verbas do PDDE para aulas presenciais

MEC autoriza escolas a usarem verbas do PDDE para aulas presenciais

Uma resolução do Ministério da Educação publicada no Diário Oficial da União de hoje (17) autoriza os gestores das escolas públicas de educação básica…
Fiocruz avalia efetividade da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Fiocruz avalia efetividade da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com dados colhidos entre 17 de janeiro e 19 de julho reforçou que…