Correio de Carajás

Adonei volta, mas população quer impeachment

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O desembargador Roberto Gonçalves de Moura sentenciou favorável ao Agravo de instrumento – recurso interposto pelo prefeito afastado Adonei Aguiar – para que ele seja reintegrado ao cargo no município de Curionópolis.

Ainda assim, perdura uma programação de manifestação popular articulada nas redes sociais, onde os participantes pedem o impeachment do prefeito. Essa programação é prevista para a manhã desta quinta-feira, 20, em frente à Praça da Juventude.

Em sua decisão, o desembargador analisou os pontos apresentados pela defesa, e negou a anulação da decisão por incompetência da juíza que afastou Adonei do cargo de prefeito, mostrando que o fato de ela ter sido transferida para outra Comarca não diminui a gravidade dos fatos e não se enquadra em nenhuma das hipóteses do cabimento do agravo de instrumento elencadas no CPC/2015.

Leia mais:

Adonei foi afastado no dia 30 de junho último durante Operação Alçapão por suspeita de envolvimento em fraude de procedimentos licitatórios. O afastamento dele foi deferido pelo Poder Judiciário local e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará, sob relatoria do desembargador Ronaldo Marques Valle.

Na casa do prefeito foi apreendida documentação e dentre as apreensões está uma pasta contendo diversos cheques moradia, o que levantou suspeita de que haja outras irregularidades além das já investigadas.

“A principal modalidade de fraude consistia em realizar compras diretas e depois montar processos licitatórios para justificar esses gastos. Só que essas licitações nunca ocorreram”, relatou o procurador de Justiça Nelson Medrado, coordenador do Núcleo de Combate à Improbidade e à Corrupção. Na sede da prefeitura foi encontrada uma verdadeira “ilha de montagem” de processos licitatórios.

O desembargador Roberto Gonçalves de Moura sentenciou favorável ao Agravo de instrumento – recurso interposto pelo prefeito afastado Adonei Aguiar – para que ele seja reintegrado ao cargo no município de Curionópolis.

Ainda assim, perdura uma programação de manifestação popular articulada nas redes sociais, onde os participantes pedem o impeachment do prefeito. Essa programação é prevista para a manhã desta quinta-feira, 20, em frente à Praça da Juventude.

Em sua decisão, o desembargador analisou os pontos apresentados pela defesa, e negou a anulação da decisão por incompetência da juíza que afastou Adonei do cargo de prefeito, mostrando que o fato de ela ter sido transferida para outra Comarca não diminui a gravidade dos fatos e não se enquadra em nenhuma das hipóteses do cabimento do agravo de instrumento elencadas no CPC/2015.

Adonei foi afastado no dia 30 de junho último durante Operação Alçapão por suspeita de envolvimento em fraude de procedimentos licitatórios. O afastamento dele foi deferido pelo Poder Judiciário local e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará, sob relatoria do desembargador Ronaldo Marques Valle.

Na casa do prefeito foi apreendida documentação e dentre as apreensões está uma pasta contendo diversos cheques moradia, o que levantou suspeita de que haja outras irregularidades além das já investigadas.

“A principal modalidade de fraude consistia em realizar compras diretas e depois montar processos licitatórios para justificar esses gastos. Só que essas licitações nunca ocorreram”, relatou o procurador de Justiça Nelson Medrado, coordenador do Núcleo de Combate à Improbidade e à Corrupção. Na sede da prefeitura foi encontrada uma verdadeira “ilha de montagem” de processos licitatórios.

Comentários

Mais

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 pode ser instalada já na próxima semana. O último obstáculo, a leitura…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), formalizou hoje (15) o pedido para ser…
TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza amanhã (16) uma audiência pública sobre a compra de até 176 mil urnas eletrônicas…
Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu a acabar com o desmatamento ilegal até 2030. Em carta enviada ontem (14) ao…
Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

O governo federal publicou nesta quarta-feira (14) o Plano Amazônia 2021/2022, que estabelece diretrizes para ações de fiscalização e combate…