Correio de Carajás

Acusados de executar vítima dentro de ambulância são presos

A vítima foi executada na frente dos profissionais de saúde. Foto: Pebinha de Açúcar

MANDADO DE PRISÃO

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Jacienni Bispo Santos, 44 anos, e Maykon Sousa de Melo, 33 anos, foram presos nesta quarta-feira, 28, após a Delegacia de Homicídios de Marabá deflagrar a Operação Abaeté. Os dois foram indiciados como autores do crime que aconteceu no dia 3 de janeiro de 2019, em Eldorado do Carajás. Na ocasião, eles ordenaram a parada de uma ambulância que seguia pela BR-155 e transferia Wellinton Sousa, o Bill, para Marabá. Eles arrastaram a vítima para fora do veículo, pelos pés, e o executaram ali mesmo, na frente dos profissionais de saúde.

Um dos acusados, Maykon Sousa foi preso em Parauapebas

Na época, o crime teve grande repercussão pela extrema violência e barbaridade como ocorreu.

Welliton havia sido ferido no bairro “Favelinha”, no Km 100, em Eldorado do Carajás. De acordo com os policiais militares. uma confusão entre desafetos resultou na briga e no baleamento.

Leia mais:

Pela gravidade do ferimento, Wellinton estava sendo transferido para um hospital de Marabá, quando a ambulância foi parada pelos criminosos e a execução aconteceu.

Maykon foi preso em Parauapebas e Jacienni em Ourilândia do Norte. A operação teve o objetivo de dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva dos dois acusados e de realizar buscas e apreensões nas cidades de Ourilândia do Norte, Parauapebas e Eldorado dos Carajás.

Mais de 20 policiais civis de Parauapebas e Marabá participaram da ação, que contou com o apoio do Núcleo de Apoio à Investigação de Marabá. Além das prisões, foram apreendidos documentos necessários para aferição da culpabilidade dos indiciados, assim como dados eletrônicos.

A juíza de direito da Comarca de Eldorado do Carajás, Juliana Lima Souto Aguiar, é a responsável pelo pedido de prisão.

Jacianni e Maykon estão à disposição da Justiça por 10 dias para a conclusão do inquérito policial.

A operação foi batizada de “Abaeté” em alusão à origem da cidade de Eldorado. A Gleba Abaeté significa o cenário dos crimes perpetrados pelos indiciados. (Ana Mangas)

Comentários

Mais

Motorista morre em acidente e menina de 5 anos pede socorro na estrada

Motorista morre em acidente e menina de 5 anos pede socorro na estrada

Um trágico acidente envolvendo um carro modelo Fiat Palio, de cor prata, resultou na morte de Adenilson de Araújo Medeiros,…
PM prende “Super Homem” que foi candidato a vereador em Marabá

PM prende “Super Homem” que foi candidato a vereador em Marabá

Na metade da manhã deste domingo, dia 19, as autoridades policiais ficaram em alerta em Marabá. Por volta das 10…
Garota de 22 é presa em avião quando tentava trazer droga para Marabá

Garota de 22 é presa em avião quando tentava trazer droga para Marabá

Na madrugada do sábado (18), jovem de 22 anos foi presa em flagrante dentro de um avião que aguardava para…
Corpo cheio de facadas é encontrado próximo ao Rio Parauapebas

Corpo cheio de facadas é encontrado próximo ao Rio Parauapebas

Um corpo do sexo masculino foi encontrado na manhã deste domingo (19) em uma estrada que dá acesso ao Rio…
Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, Elias Alves de Almeida, de…
Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Uma fatalidade ceifou a vida do trabalhador rural Jorcelino Alves de Araújo, de 51 anos de idade, morador do município…