Correio de Carajás

Acusado de estuprar a filha é condenado a 20 anos de prisão

Foto: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sinvaldo Rodrigues de Araújo, de 47 anos, foi condenado a 20 anos de reclusão pelo estupro da própria filha, à época com 12 anos, segundo a sentença proferida pelo juiz Marcelo Andrei Simão Santos, titular da 2ª Vara Criminal de Marabá, no último dia 22, e publicada na edição de hoje, quarta-feira (28), do Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Pará.

O pai foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Pará após ser instaurado inquérito policial instaurado em Nova Ipixuna, distante 60 quilômetros de Marabá. Segundo a denúncia, ele ameaçou a adolescente em novembro do ano passado e a estuprou, afirmando que a mataria caso ela contasse algo a alguém.

Atualmente com 15 anos, ela informou que desde os 12 sofria abusos sexuais constantes. Em novembro passado, no entanto, ela telefonou para a mãe, que vivia em Breu Branco, relatando o ocorrido e esta realizou a denúncia à Polícia Militar, que foi à residência e o prendeu em posse de uma espingarda calibre 32.

Leia mais:

Durante a instrução processual, Sinvaldo negou a acusação de estupro de vulnerável e confirmou que possuía uma arma de fogo, a qual utilizava para caçar. Sobre o crime sexual disse não saber por que estava sendo acusado, mas acredita ter sido porque havia proibido a filha de namorar.

A mãe da vítima, em depoimento, informou já ter desconfiado anteriormente o ex-marido porque quando ainda eram casados ele foi denunciado por uma criança de 11 anos pela mesma prática. Na condenação, o magistrado levou em consideração os depoimentos, principalmente da vítima, que prestou informações claras e detalhadas. Além disso, destacou o laudo sexológico, que indicou prática de relação sexual antiga.

Mesmo cabendo recurso à sentença, o juiz manteve a prisão preventiva de Sinvaldo “visto que o crime praticado por ele é grave”. Além disso, levou em consideração que “as provas dos autos demonstraram que o próprio acusado é pessoa de alta periculosidade, já que foi capaz de abusar sexualmente de sua própria filha por considerável período de tempo”.

Procurada pelo Portal Correio de Carajás, a advogada Ana Carolina Bravim Angeli, que represente Sinvaldo, informou que a defesa irá recorrer da decisão por acreditar na inocência d ele e “por constatarmos pontos inconsistentes no tocante ao depoimento da menor, associado à atenção que a saúde do mesmo merece”. (Luciana Marschall)

 

Comentários

Mais

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, Elias Alves de Almeida, de…
Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Uma fatalidade ceifou a vida do trabalhador rural Jorcelino Alves de Araújo, de 51 anos de idade, morador do município…
Adolescente é apreendido por matar desafeto no Bairro da Paz

Adolescente é apreendido por matar desafeto no Bairro da Paz

Entre os crimes registrados em Marabá está semana está o assassinato de Gabriel da Silva Ribeiro, de 24 anos. Ele…
Polícia faz caçada a um dos suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

Polícia faz caçada a um dos suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

Parauapebas presenciou, na última quarta-feira (15), uma cena de terror: cinco corpos foram encontrados Às proximidades do bairro Vila Nova,…
Moradores encontram corpo próximo à Folha 8

Moradores encontram corpo próximo à Folha 8

Moradores da Folha 8, Núcleo Nova Marabá, encontraram próximo ao Rio Tocantins um corpo, do sexo masculino, já em estado…
Colisão entre duas motos deixa um em estado grave

Colisão entre duas motos deixa um em estado grave

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, de prenome Elias, se chocou…