Correio de Carajás

Ação coleta embalagens vazias de agrotóxicos em Parauapebas

As embalagens recolhidas em propriedades rurais em Parauapebas durante a ação apoiada pela Adepará/ Foto: Divulgação

MEIO AMBIENTE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A ação itinerante facilita o descarte correto das embalagens, protegendo a saúde de produtores e o meio ambiente

Uma ação itinerante realizada em Parauapebas, na região Sudeste, no último final de semana, recolheu 415 embalagens vazias de agrotóxicos. A ação visa contribuir para a destinação correta das embalagens, a fim de evitar o descarte irregular no meio ambiente. A ação, que contou com o apoio da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), foi executada por empresas agropecuárias, produtores rurais, Associação do Comércio de Insumos Agropecuários de Marabá e Região (Aciamar) e Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev).

O prazo para devolução das embalagens é de um ano, a partir da data de compra do produto. No entanto, muitos agricultores não ficam atentos a este prazo, colocando em risco a própria saúde e o meio ambiente. A legislação determina que as embalagens sejam descartadas de maneira correta, em estabelecimentos autorizados.

De acordo com Vandeilson Belfort, engenheiro agrônomo e fiscal estadual agropecuário da Adepará em Parauapebas, o recebimento itinerante é uma das ações previstas na Instrução Normativa 005/2006 da Adepará, “o que garante a destinação adequada das embalagens vazias de agrotóxicos, seja pela reciclagem ou incineração, diminuindo o passivo ambiental, além de facilitar a devolução pelo produtor rural”, explicou. O fiscal estadual agropecuário Raimundo Júnior, de Parauapebas, também participou da coleta de embalagens.

Leia mais:

A ação contou com oito pontos de recolhimento. As embalagens agora seguem para a cidade de Imperatriz, no Maranhão, para reciclagem ou incineração.

Segundo a diretora de Defesa e Inspeção Vegetal da Adepará, Lucionila Pimentel, as ações itinerantes são importantes, principalmente para os pequenos produtores, pois diminuem a distância entre os pontos de coleta e o produtor, facilitando o descarte correto das embalagens. “É uma contribuição também para a implementação da política de logística reversa da devolução das embalagens”, disse a diretora.

A política reversa é um dos pontos fundamentais da lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que prevê ações para facilitar o retorno dos resíduos aos seus geradores, permitindo que sejam tratados ou reaproveitados em novos produtos.

Conscientização – O produtor Euclides Antônio de Matos, da Fazenda Moleta, foi um dos que entregaram embalagens na ação itinerante de Parauapebas.  “É um material que pode contaminar o meio ambiente. É necessário cumprir o que diz a legislação. É importante que cada um faça a sua parte”, frisou.

No município de São Geraldo do Araguaia, na região Sul, também teve houve coleta itinerante, com o recolhimento mais de 6 mil embalagens vazias de agrotóxicos.

Já estão programadas outras duas ações: no dia 2 de julho, nos municípios de Curionópolis e Eldorado do Carajás, também na região Sudeste. (Agência Pará)

Comentários

Mais

Líder da Fetraf estadual perde luta contra o câncer

Líder da Fetraf estadual perde luta contra o câncer

Nesta terça-feira, dia 27, Viviane Pereira de Oliveira, a popular Vivian, perdeu a luta de oito anos contra um tumor…
Moradores da Vila do Rato aprovam ponte interligando ao Bairro Amapá

Moradores da Vila do Rato aprovam ponte interligando ao Bairro Amapá

Após a notícia da possível construção de uma ponte interligando os bairros Amapá e Marabá Pioneira, passando pela Vila Canaã…
Professores de Marabá voltam às escolas dia 9 de agosto

Professores de Marabá voltam às escolas dia 9 de agosto

Pela primeira vez, desde o início da pandemia, em março de 2020, todos os professores da rede municipal de Educação…
Enfermeiros consolam homem com fobia de agulha para vaciná-lo na Paraíba [VÍDEO]

Enfermeiros consolam homem com fobia de agulha para vaciná-lo na Paraíba [VÍDEO]

Brincadeiras à parte, muitos adultos possuem fobia de agulha – uma condição conhecida como ‘Aicmofobia‘. Esse pavor inconsciente por vezes…
Presidente do Flamengo e mais quatro são denunciados pelo MPF por prejuízo a fundos de pensão

Presidente do Flamengo e mais quatro são denunciados pelo MPF por prejuízo a fundos de pensão

O Ministério Público Federal de Brasília denunciou à Justiça o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e outras quatro pessoas pelo…
Butantan entrega mais 1,5 milhão de doses de CoronaVac

Butantan entrega mais 1,5 milhão de doses de CoronaVac

O Instituto Butantan entregou hoje (28) mais 1,5 milhão de doses de CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida em parceria…