Correio de Carajás

Produtores de citrus, na região, precisam se cadastrar na Adepará

Fiscal Marluce pede denúncias contra caminhões que vendem mudas de plantas sem aval do MAPA/Foto: Divulgação/Adepará
Fiscal Marluce pede denúncias contra caminhões que vendem mudas de plantas sem aval do MAPA/Foto: Divulgação/Adepará
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com o objetivo de realizar um trabalho preventivo e obter dados dos produtores de citrus – laranja, limão e tangerina – da região sudeste do Pará, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) está em campanha por todos os municípios para que seja feito o cadastramento desse segmento.

Produtores de citrus - laranja, limão e tangerina – precisam se cadastrar na Adepará/Foto: Divulgação Adepará
Produtores de citrus – laranja, limão e tangerina – precisam se cadastrar na Adepará/Foto: Divulgação/ Adepará

Diante do cenário atual da agricultura no Pará, com elevado potencial de crescimento na produção de citrus, o órgão informa sobre a obrigatoriedade do cadastramento que é gratuito.

“Precisamos que os produtores procurem uma agência da Adepará mais próxima e realizem seu cadastro. Através dele conseguimos fazer um levantamento sobre a quantidade que está sendo produzida e o local exato”, explica Marluce Bronze, fiscal da Adepará, que esteve na Redação do CORREIO DE CARAJÁS para divulgar a temática.

Leia mais:

Segundo ela, com esses dados os técnicos conseguem fazer visitas e detectar possíveis pragas nas lavouras. “Isso é muito importante e só tem a beneficiar o produtor. Além disso, conseguimos realizar treinamentos e oferecer cursos a esses agricultores, auxiliando inclusive no aumento da produção e protegendo de pragas”.

Mudas de plantas

Você já deve ter visto em alguma esquina um caminhão vendendo mudas de plantas. Marluce Bronze faz um alerta às pessoas e produtores que costumam comprar nesse comércio. “Só se deve adquirir mudas de produtores credenciados junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Porque se tiver uma doença em uma das plantas nós não temos como combater e vai acabar proliferando na propriedade”, adverte.

De acordo com a fiscal, é importante que esses caminhões sejam denunciados para que agentes da Adepará possam ir até o local e realizar os procedimentos cabíveis. (Ana Mangas)

Comentários

Mais

Fragmento de arroz não é ‘resto’ e é vendido desde antes do governo Bolsonaro

Fragmento de arroz não é ‘resto’ e é vendido desde antes do governo Bolsonaro

INVESTIGADO POR:    VERIFICADO POR:     Enganoso Os fragmentos de arroz são um subproduto apto para o consumo humano.…
Site omite que pesquisa com vantagem para Bolsonaro foi feita apenas em SC

Site omite que pesquisa com vantagem para Bolsonaro foi feita apenas em SC

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR: Enganoso Título de artigo compartilhado em grupos bolsonaristas no Facebook omite que uma pesquisa eleitoral que…
É falso que áudio mostre Luana Piovani defendendo Jair Bolsonaro

É falso que áudio mostre Luana Piovani defendendo Jair Bolsonaro

INVESTIGADO POR: VERIFICADO POR: São falsos posts virais no Facebook e no TikTok com áudio em que supostamente a atriz…
Estudo francês em hamsters não prova eficácia da ivermectina contra a covid-19 em humanos

Estudo francês em hamsters não prova eficácia da ivermectina contra a covid-19 em humanos

Enganoso É enganosa a publicação no site Terça Livre que afirma que um estudo francês apontou a eficácia da ivermectina…
A recusa de vacinação contra a covid-19 pode gerar demissão por justa causa

A recusa de vacinação contra a covid-19 pode gerar demissão por justa causa

Esta semana um assunto polêmico ganhou o noticiário nacional: uma pessoa foi demitida por justa causa por se recusar a…
Em dois meses, CCZ realiza mais de 300 testes de detecção

Em dois meses, CCZ realiza mais de 300 testes de detecção

Do final de maio até o mês de julho, 314 animais foram testados contra a leishmaniose. O médico veterinário Flávio…