Correio de Carajás

Julgamento do caso Ana Karina é transmitido ao vivo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os três acusados pelo crime, acontecido em Parauapebas há onze anos são julgados nesta quinta-feira (10)

O julgamento do assassinato de Ana Karina Guimarães, ocorrido em 2010 em Parauapebas, acontece nesta quinta-feira (10) em Belém e é possível assistir online à Sessão do Júri, por do site do Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA).

Ao entrar na aba Sessões ao Vivo, basta selecionar o link “2ª Vara do Tribunal do Júri Processo Nº:0003637-73.2010.814.0040” para ter acesso à transmissão.

No banco dos réus estão Alessandro Camilo de Lima, Francisco de Assis Dias e Graziela Barros Almeida. Na época, Ana Karina estava grávida de Alessandro, que contou com ajuda de Francisco, o “Magrão” e Florentino Rodrigues, o “Minego”, para matar a mulher, que tinha 29 anos quando lhe foi tirada a vida.

Leia mais:

Alessandro confessou o crime, tendo auxílio de Magrão e Minego, que já cumpre pena de 25 anos desde 2013, quando foi julgado e condenado. Graziela, noiva de Alessandro, é apontada como cúmplice do assassinato. O corpo nunca foi encontrado e a versão adotada pela investigação é de que ele teria sido esquartejado, colocado em um tambor e jogado no Rio Itacaiunas.

O julgamento foi desaforado da Comarca de Parauapebas a pedido da defesa de Alessandro Camilo, em 2018, alegando preocupações com a integridade física do acusado e como a repercussão do caso poderia influenciar o Conselho de Sentença. A mãe de Ana Karina, Maria Ires Guimarães, está em Belém acompanhando a sessão.

ENTENDA O CASO

Alessandro mantinha relacionamento amoroso com Ana Karina quando a mulher descobriu que estava grávida. Ela cobrou dele que arcasse com os gastos da gravidez e que assumisse a criança, sob ameaça de contar toda a história para Graziela, noiva de Alessandro, caso isso não acontecesse. Foi quando Alessandro começou a arquitetar o assassinato da amante, juntamente de Minego e Magrão, e com conhecimento de Graziela.

Alessandro teria levado Ana Karina às intermediações do Detran em Parauapebas, onde Magrão atirou de pistola contra a grávida, enquanto Minego foi responsável por ocultar o cadáver, em um tonel trazido por Alessandro em sua caminhonete Toyota Hilux.

O corpo de Ana Karina foi colocado no tambor junto de aproximadamente 70 quilos de pedras, e após ter a tampa furada, o compartimento foi jogado de cima da ponte sobre o Rio Itacaiúnas. O autor dos disparos recebeu R$ 5 mil pelo serviço, enquanto seu comparsa recebeu R$ 15 mil em carnes oriundas da fazenda de Alessandro, dono de um açougue no município. (Juliano Corrêa)

Comentários

Mais

Motorista morre em acidente e menina de 5 anos pede socorro na estrada

Motorista morre em acidente e menina de 5 anos pede socorro na estrada

Um trágico acidente envolvendo um carro modelo Fiat Palio, de cor prata, resultou na morte de Adenilson de Araújo Medeiros,…
PM prende “Super Homem” que foi candidato a vereador em Marabá

PM prende “Super Homem” que foi candidato a vereador em Marabá

Na metade da manhã deste domingo, dia 19, as autoridades policiais ficaram em alerta em Marabá. Por volta das 10…
Garota de 22 é presa em avião quando tentava trazer droga para Marabá

Garota de 22 é presa em avião quando tentava trazer droga para Marabá

Na madrugada do sábado (18), jovem de 22 anos foi presa em flagrante dentro de um avião que aguardava para…
Corpo cheio de facadas é encontrado próximo ao Rio Parauapebas

Corpo cheio de facadas é encontrado próximo ao Rio Parauapebas

Um corpo do sexo masculino foi encontrado na manhã deste domingo (19) em uma estrada que dá acesso ao Rio…
Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, Elias Alves de Almeida, de…
Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Uma fatalidade ceifou a vida do trabalhador rural Jorcelino Alves de Araújo, de 51 anos de idade, morador do município…