Correio de Carajás

Taylor Swift e Magic Johnson entram na lista de bilionários da Forbes

A cantora norte-americana Taylor Swift e o empresário da NBA Earvin Johnson – o Magic Johnson – entraram para a lista dos mais ricos do mundo em 2024, segundo a lista de bilionários da Forbes, divulgado nesta terça-feira (2).

Taylor acumula uma fortuna de US$ 1,1 bilhão (R$ 5,56 bilhões) após o sucesso de sua turnê musical “The Eras Tour”, enquanto Magic Johnson tem um patrimônio estimado em US$ 1,2 bilhão (R$ 6,1 bilhões).

Os dois fazem parte de um seleto grupo de 265 pessoas, divididas em 32 países. que entraram para a lista de bilionários da Forbes em 2024, com uma fortuna acumulada de US$ 510 bilhões (cerca de R$ 2,6 trilhões).

Leia mais:

Apesar do valor expressivo, o patrimônio dos novos bilionários representa apenas 3,6% de todo o valor acumulado pelos 2.781 mais ricos do mundo: são US$ 14,2 trilhões (cerca de R$ 71,9 trilhões).

Além de Taylor e Magic Johnson, outros nomes de destaque também entraram para a lista em 2024, como os fundadores da varejista Shein e a brasileira Livia Voigt, de apenas 19 anos e herdeira da Weg.

Entre os nomes mais conhecidos estão:

  • Taylor Swift, cantora, com fortuna de US$ 1,1 bilhão
  • Magic Johnson, empresário, com fortuna de US$ 1,2 bilhão
  • Maggie Gu, Molly Miao e Ren Xiaoqing, cofundadores da Shein, com fortunas de US$ 4,2 bilhões
  • Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, com fortuna de US$ 1,4 bilhão
  • Livia Voigt, herdeira da Weg, com fortuna de US$ 1,1 bilhão
  • Christian Louboutin, designer de sapatos Louboutin, com fortuna de US$ 1,2 bilhão
  • Shunsaku Sagami, empresário e bilionário mais jovem a entrar na lista com renda do próprio trabalho, com fortuna de US$ 1,9 bilhão
  • Todd Graves, fundador da rede de frango frito Raising Cane’s, com fortuna de US$ 9,1 bilhões

 

Veja mais detalhes sobre os destaques entre os novos bilionários abaixo.

Taylor Swift

 

Taylor Swift se apresentou no Brasil com "The Eras Tour" — Foto: Taba Benedicto/Estadão Conteúdo
Taylor Swift se apresentou no Brasil com “The Eras Tour” — Foto: Taba Benedicto/Estadão Conteúdo

Aos 34 anos, Taylor Swift é a primeira cantora da história a alcançar uma fortuna bilionária apenas com base na renda com suas músicas e shows.

Segundo a Forbes, o patrimônio da queridinha do pop é de pouco mais de US$ 1,1 bilhão, dos quais US$ 500 milhões são oriundos dos direitos pelo seu catálogo de músicas e outros US$ 500 milhões, de turnês e royalties.

Outros US$ 125 milhões vêm de imóveis que são propriedade de Taylor.

Somente no ano passado, a fortuna da cantora dobrou de tamanho, passando de US$ 570 milhões para os atuais US$ 1,1 bilhão. Boa parte da renda, inclusive, veio da turnê “Eras Tour”, que quebrou recordes em todos os continentes e passou, também, pelo Brasil, com apresentações com ingressos esgotados em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Magic Johnson

 

Magic Johnson fala no 69º NBA All-Star Game, no United Center — Foto: Jonathan Daniel/Getty Images North America/Getty Images via AFP
Magic Johnson fala no 69º NBA All-Star Game, no United Center — Foto: Jonathan Daniel/Getty Images North America/Getty Images via AFP

O famoso empresário norte-americano, comentarista esportivo e ex-estrela da NBA, Magic Johnson, entrou para o grupo dos mais ricos do mundo graças a uma série de investimentos bem-sucedidos.

Além das equipes esportivas profissionais, principalmente no basquete, o patrimônio de US$ 1,2 bilhão do empresário está dividido entre franquias da rede de cafeterias Starbucks, cinemas, imóveis e empresas da área de saúde.

Maggie Gu, Molly Miao e Ren Xiaoqing

 

A China colocou 31 novos bilionários na lista, atrás apenas dos Estados Unidos, com 67. Entre os novos nomes chineses, vale destacar Maggie Gu, Molly Miao e Ren Xiaoqing, que cofundaram a gigante varejista Shein.

Com o sucesso de vendas da companhia em todos os cantos do mundo, inclusive no Brasil, cada um deles tem uma fortuna estimada em US$ 4,2 bilhões (cerca de R$ 21,3 bilhões).

O modelo de negócios da Shein é bastante particular. Ela não deixa de ser uma marca de fast fashion – ou seja, de rápido consumo e troca de peças de roupa – mas sua linha de produção é diferente da tradicional.

Enquanto outras marcas mais antigas no mercado de moda fazem coleções com uma enorme quantidade de peças (geralmente mais de mil unidades de uma única peça) e lançam novidades, em média, a cada dois meses, a Shein lança cerca de 10 mil peças novas a cada mês, porém, com uma quantidade bem menor, entre 100 e 200 unidades.

As roupas e acessórios são lançados no aplicativo e, conforme a demanda pelo produto cresce, a companhia passa a fabricar mais unidades das peças que tiveram grande volume de compras. Novas remessas chegam aos estoques e são disponibilizadas dentro do app e, assim, o ciclo continua.

É quase como um pedido sob demanda, mas com o uso da tecnologia para facilitar e fazer o negócio crescer. E isso, apesar do sucesso pelos preços baixos, tem gerado muitas críticas, principalmente voltadas a causas ambientais. Mas ainda não foram o suficiente para impactar o patrimônio de seus criadores.

Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank — Foto: Reprodução/Nubank
Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank — Foto: Reprodução/Nubank

Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, também entrou para a lista de bilionários em 2024, com uma fortuna estimada em US$ 1,5 bilhão (R$ 7,6 bilhões).

Aos 30 anos, em 2013, Cristina foi uma das responsáveis pela criação da fintech que se tornou um dos principais bancos do Brasil.

Antes disso, ela foi gerente do portfólio de cartões de crédito do Itaucard, líder de marketing e produtos do LuizaCard, Superintendente do Unibanco e consultora em outras instituições financeiras.

Livia Voigt

 

A brasileira Livia Voigt se tornou a bilionária mais jovem do mundo em 2024, desbancando o italiano Clemente Del Vecchio, herdeiro de Leonardo Del Vecchio, fundador da Luxottica, a maior marca de óculos do mundo.

Assim como Clemente, a fortuna de Livia, de 19 anos, também vem de herança. Ela é uma das herdeiras da empresa de máquinas Weg, cofundada por seu avô Werner Ricardo Voigt, ao lado de Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus.

Ela tem um patrimônio de US$ 1,1 bilhão (R$ 5,56 bilhões) com sua participação acionária na empresa. A irmã mais velha de Livia, Dora, de 26 anos, também está na lista, com uma fortuna de mesmo valor.

Outros herdeiros de fundadores da Weg fazem parte da lista.

Christian Louboutin

 

O francês Christian Louboutin é o estilista responsável pela marca de sapatos e acessórios de luxo que leva o mesmo nome. Ele tem um patrimônio de US$ 1,2 bilhão (R$ 6,1 bilhões).

Apesar da variedade de peças, a marca ficou famosas, principalmente, pelos sapatos de salto alto com solado vermelho. As peças foram usadas pela personagem de Sarah Jessica Parker, Carrie Bradshaw, na série de Tv norte-americana “Sex and the City”.

Hoje, a marca tem centenas de lojas boutiques espalhadas por 32 países. Em lojas no Brasil, é possível encontrar os produtos de Louboutin por valores acima de R$ 15 mil.

Shunsaku Sagami

 

Shunsaku Sagami — Foto: Reprodução/M&A Research Institute Holdings
Shunsaku Sagami — Foto: Reprodução/M&A Research Institute Holdings

Shunsaku Sagami, de 33 anos, é o mais jovem japonês a integrar a lista de bilionários na atualidade, com uma fortuna estimada em US$ 1,9 bilhão (R$ 9,6 bilhões).

Além de ser o japonês mais jovem mais rico do mundo, ele também é o mais novo quando o recorte são os bilionários que fundaram as próprias empresas que os tornaram ricos. Segundo a Forbes, mais da metade das pessoas que entraram para a lista neste ano estão nessa categoria.

A fortuna de Sagami é proveniente de sua participação na empresa em que é fundador, a M&A Research Institute Holdings, uma corretora especializada em fusões e aquisições de pequenas e médias empresas.

Ele detém 73% das ações da empresa. E justamente por ter seu patrimônio muito atrelado ao desempenho dessas ações, quando elas passam por um período de desvalorização, a fortuna também diminui bastante.

Todd Graves

 

Todd Graves — Foto: Reprodução/Instagram
Todd Graves — Foto: Reprodução/Instagram

Liderando a lista dos novos bilionários dos Estados Unidos em 2024, Todd Graves tem um patrimônio de US$ 9,1 bilhões (mais de R$ 46 bilhões).

Sua fortuna é oriunda, principalmente, da empresa que fundou: a rede de frango frito Raising Cane’s, que se tornou um sucesso em solo norte-americano.

A empresa já é antiga, nasceu em 1996, mas só colocou Graves na lista em 2024. Atualmente, o faturamento da companhia com suas vendas é de US$ 3,3 bilhões, com 700 lojas espalhadas por 37 estados americanos, segundo a Forbes.

(Fonte:G1)