Correio de Carajás

Rio Itacaiunas deve desabrigar mais do que o Tocantins

Caso ocorra uma enchente em Marabá – o que é normal em menor ou maior escala – não será o Rio Tocantins que vai expulsar mais gente de casa e sim o Itacaiunas. A afirmação foi feita por Marcos Andrade, coordenador da Defesa Civil em Marabá, com base em levantamento que está sendo concluído.

Diante do estuado, ele é categórico em afirmar: “O Rio Itacaiunas vai atingir mais gente do que o Tocantins”. Ele explica que isso se deve ao fato de que houve uma ocupação urbana muito grande nas margens do Itacaiunas nos últimos anos.

Entre essas novas áreas, ele cita os bairros Carajás I, II e III, além de uma grande ocupação no Bairro Amapá, assim como expansões habitacionais na Folha 33 (Nova Marabá), no Filadelfia e Bairro da Paz. Há também muita gente morando no entorno do balneário Taboquinha.

Leia mais:

“Só pra ter uma ideia, nós atendemos no Bairro da Paz, em 2022, 420 famílias, já na última atualização que a gente fez lá, pulou para 759 famílias. É um crescimento muito grande”, observa.

Tudo isso fez com que o número de áreas atingidas aumentasse muito ao longo dos últimos anos. “Antigamente, até 2012, nós atendíamos praticamente só a Velha Marabá, agora são 36 localidades”, enumera.

Vale explicar que a subida do Itacaiunas é obviamente impactada pela subido do Rio Tocantins, que é o maior curso d’água que passa por Marabá, daí a medição da enchente é feita a partir da régua fluviométrica do Tocantins, que no final da manhã desta quinta-feira (21), estava na casa de 8,27m, ou seja: dentro da cota de alerta. (Chagas Filho)