Correio de Carajás

Fernando Seabra ensina a força do empreendedorismo durante palestra

A palestra master do I Carajás Summit foi ministrada pelo especialista em negócios Fernando Seabra. Pela primeira vez no estado, ele falou sobre “Inovação, Sustentabilidade e Empreendedorismo”, no evento promovido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Pará (Sebrae-PA), em Parauapebas.

Formado em Direito, especialista em marketing, Fernando Seabra atua como mentor, investidor-anjo e conselheiro de startups e aceleradoras, em entrevista ao Correio de Carajás, ele citou os três principais erros do empreendedor ao começarem o próprio negócio. “O primeiro, é querer ter um negócio porque o chefe era ruim, aí você vai analisar o perfil dessa pessoa, e os três últimos chefes também eram ruins. O problema não está no chefe, está na pessoa”, decreta.

O segundo grande problema, de acordo com Fernando, é o empreendedor que quer ter o próprio negócio para ficar rico. “O retorno financeiro não é o objetivo é o resultado. Esse é um início erradíssimo”, defende.

Leia mais:

Fernando cita ainda, um erro muito comum, e que ele mesmo já cometeu no início da carreira, é o empreendedor que mistura a vida da pessoa física com a jurídica. “Muitas vezes é um erro proposital para não enxergar o fracasso que está acontecendo. Metade dos microempreendedores que eu assessoro passam por isso”, detalha.

Mesmo carregando na bagagem uma história de sucesso no mercado nacional, Fernando garante, querer chegar ainda mais longe, atingir “pessoas que não me conhecem”, por isso, criou um produto digital chamado Bora Fazer, um projeto voluntário de empreendedorismo reunindo membros em mais de 700 cidades e 29 países. “Isso cresceu não por mim, mas porque as pessoas buscam conhecimento”.

O especialista em negócios destaca que para se manter no mercado é preciso ter a ciência que o processo de aprendizagem é continuo, entretanto, o capital intelectual hoje também está ligado as vivências e experiências de vida. “Investidores profissionais como eu não busca projetos, a gente busca pessoas”, disse.

De menino gago e tímido a um empresário que transmite autoconfiança nos palcos e nos negócios, Fernando confidenciou ao Correio de Carajás, ter construído o seu jeito firme “passando vergonha, quebrando a cara”, e se envolvendo pessoas erradas. “Mas a gente está no mundo para cumprir uma dádiva de Deus. Tem gente que descobre isso e outros não, eu descobri tarde. Mas ao descobrir, conquistei algo que me faz ser a melhor pessoa do mundo no que eu faço, só existe um Fernando Seabra e a gente tem que descobrir essa luz dentro da gente, para iluminar muita gente, isso é o que me alimenta”, garante.

Sobre o evento do Sebrae, o especialista afirmou ter sido sensacional, e destacou a vontade de voltar mais vezes a cidade. (Theíza Cristhine)