Correio de Carajás

Componente do café contribui para saúde muscular no envelhecimento, diz estudo

Um estudo recente descobriu que uma molécula natural presente no café, chamada trigonelina, pode melhorar a saúde e a função muscular, principalmente durante o envelhecimento. Esse componente também é encontrado no feno-grego (planta medicinal da espécie Trigonella foenum-graecum) e é produzido naturalmente no microbioma intestinal de humanos.

O trabalho foi feito por um consórcio de pesquisa liderado pela Nestlé Research, na Suíça, e pela Yong Loo Lin School of Medicine, da Universidade Nacional de Cingapura (NUS Medicine). Também estiveram envolvidas no estudo a Universidade de Southampton, a Universidade de Melbourne, a Universidade de Teerã, a Universidade do Sul do Alabama, a Universidade de Toyama e a Universidade de Copenhague. Os resultados foram publicados na revista científica Nature Metabolism, em março.

O estudo descobriu que os níveis de trigonelina eram menores em idosos com sarcopenia, uma condição que leva à perda de massa muscular, principalmente durante o envelhecimento. Na sarcopenia, o cofator celular NAD+ diminui, enquanto as mitocôndrias, centros energéticos das células, produzem menos energia.

Leia mais:

Os pesquisadores descobriram que o fornecimento de trigonelina em modelos pré-clínicos resultou no aumento dos níveis de NAD+ e no aumento da atividade mitocondrial, contribuindo para a manutenção da função muscular durante o envelhecimento. Além do componente encontrado no café, os níveis de NAD+ podem ser aumentados com aminoácidos, como o L-triptofano, e formas de vitamina B3, como o ácido nicotínico, nicotinamida, ribosídeo de nicotinamida e mononucleotídeo de nicotinamida.

A atual pesquisa foi feita baseada em um estudo colaborativo anterior, publicado na Nature Communications, que descreveu novos mecanismos da sarcopenia humana.

“Nossas descobertas expandem a compreensão atual do metabolismo do NAD+ com a descoberta da trigonelina como um novo precursor do NAD+ e aumentam o potencial de estabelecimento de intervenções com produção de vitaminas para longevidade saudável e aplicações em doenças associadas à idade”, comenta Vincenzo Sorrentino, professor assistente do Programa de Pesquisa Translacional de Longevidade Saudável da NUS Medicine, em comunicado à imprensa.

Além disso, os pesquisadores também reforçam a necessidade de uma boa alimentação e a prática de atividade física para manter os músculos saudáveis ao longo do envelhecimento.

“Ficamos entusiasmados ao descobrir, através de investigação colaborativa, que uma molécula natural dos alimentos interage com as características celulares do envelhecimento. Os benefícios da trigonelina no metabolismo celular e na saúde muscular durante o envelhecimento abrem aplicações translacionais promissoras”, diz Jerome Feige, Chefe do Departamento de Saúde Física da Nestlé Research, também no comunicado.

(Fonte:CNN Brasil)