Correio de Carajás

Tiroteio em fazenda da Vale deixa um homem baleado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Neste sábado, dia 19, um grupo de cerca de 50 pessoas, entre adultos e crianças, tentou invadir duas fazendas da mineradora Vale, localizadas na área de influência do Projeto S11 D, a aproximadamente 40 km do centro de Canaã dos Carajás. A primeira fazenda alvo do grupo foi a Duas Meninas, onde houve momentos de tensão entre os posseiros e seguranças da mineradora Vale, porque os invasores se recusavam a sair.

Em seguida, eles saíram de lá e foram para outra fazenda da Vale, denominada de Boa Sorte, na mesma região. Ali, tiros foram disparados pelos seguranças para tentar afugentar os posseiros. Um dos projeteis atingiu Alberto de Souza, de 55 anos. Ele estava no local há dois dias com a família.

A polícia foi chamada para intermediar o conflito. A vítima que foi atingida na perna com dois tiros foi encaminhada para o hospital de Canaã dos Carajás. Os posseiros queriam ter direito a terra para, segundo eles, produzirem e tirarem o sustento.

Leia mais:

Em nota enviada à Redação do Correio de Carajás, a Vale não admitiu diretamente que seus vigilantes tenham disparado tiros e nem que saiu alguém ferido. Leia, abaixo, a nota enviada pela mineradora.

“A Vale informa que, na manhã de hoje, 19/8, houve tentativa de invasão a propriedades da empresa no município de Canaã dos Carajás (PA). Um grupo de aproximadamente 40 pessoas tentou invadir a Fazenda Duas Meninas, quando a equipe de segurança, buscando o diálogo, informou que se tratava de área de propriedade privada e que eles poderiam ser retirados à força do local, conforme prevê a lei, caso permanecessem.

Os invasores, então, se dirigiram para a Fazenda Boa Sorte, também de propriedade da Vale. No local, foi feita a mesma abordagem, mas o grupo, que estava armado, insistiu em permanecer. Houve, em seguida, atuação por parte da equipe de segurança, que conseguiu impedir a continuidade da invasão do imóvel, dentro do limite e direito legal de defesa da propriedade.

Quanto ao caso de um invasor que teria sido atingido por tiro na perna, a empresa aguardará o resultado da perícia e avaliação médica. Foram apreendidas duas espingardas com os invasores.  A Vale ressalta ainda que não pactua com a prática de violência. A empresa acionou a Polícia, que segue investigando o caso”. (Denilton Resque)

Neste sábado, dia 19, um grupo de cerca de 50 pessoas, entre adultos e crianças, tentou invadir duas fazendas da mineradora Vale, localizadas na área de influência do Projeto S11 D, a aproximadamente 40 km do centro de Canaã dos Carajás. A primeira fazenda alvo do grupo foi a Duas Meninas, onde houve momentos de tensão entre os posseiros e seguranças da mineradora Vale, porque os invasores se recusavam a sair.

Em seguida, eles saíram de lá e foram para outra fazenda da Vale, denominada de Boa Sorte, na mesma região. Ali, tiros foram disparados pelos seguranças para tentar afugentar os posseiros. Um dos projeteis atingiu Alberto de Souza, de 55 anos. Ele estava no local há dois dias com a família.

A polícia foi chamada para intermediar o conflito. A vítima que foi atingida na perna com dois tiros foi encaminhada para o hospital de Canaã dos Carajás. Os posseiros queriam ter direito a terra para, segundo eles, produzirem e tirarem o sustento.

Em nota enviada à Redação do Correio de Carajás, a Vale não admitiu diretamente que seus vigilantes tenham disparado tiros e nem que saiu alguém ferido. Leia, abaixo, a nota enviada pela mineradora.

“A Vale informa que, na manhã de hoje, 19/8, houve tentativa de invasão a propriedades da empresa no município de Canaã dos Carajás (PA). Um grupo de aproximadamente 40 pessoas tentou invadir a Fazenda Duas Meninas, quando a equipe de segurança, buscando o diálogo, informou que se tratava de área de propriedade privada e que eles poderiam ser retirados à força do local, conforme prevê a lei, caso permanecessem.

Os invasores, então, se dirigiram para a Fazenda Boa Sorte, também de propriedade da Vale. No local, foi feita a mesma abordagem, mas o grupo, que estava armado, insistiu em permanecer. Houve, em seguida, atuação por parte da equipe de segurança, que conseguiu impedir a continuidade da invasão do imóvel, dentro do limite e direito legal de defesa da propriedade.

Quanto ao caso de um invasor que teria sido atingido por tiro na perna, a empresa aguardará o resultado da perícia e avaliação médica. Foram apreendidas duas espingardas com os invasores.  A Vale ressalta ainda que não pactua com a prática de violência. A empresa acionou a Polícia, que segue investigando o caso”. (Denilton Resque)

Comentários

Mais

Moto furtada em Parauapebas é encontrada na Vila Sororó

Moto furtada em Parauapebas é encontrada na Vila Sororó

Uma motocicleta furtada na cidade de Parauapebas, no último dia 8 de abril, foi encontrada na tarde deste domingo (18)…
Briga de vizinhos termina em morte na Folha 33

Briga de vizinhos termina em morte na Folha 33

Por volta das 5 horas da manhã deste domingo (18), Washington Santos Batista, 41 anos, recebeu golpes de arma branca…
Homem é assassinado na Feira do Rio Verde quando jogava bozó

Homem é assassinado na Feira do Rio Verde quando jogava bozó

Por volta das 13h deste domingo (18) um homem identificado como Pedro Alife Reis França foi assassinado na Feira do…
Colisão de motos deixa dois mortos e um ferido no bairro Betânia

Colisão de motos deixa dois mortos e um ferido no bairro Betânia

Por volta das 15 horas deste sábado (17), uma colisão frontal entre duas motos no bairro Betânia, em Parauapebas, resultou…
Trio é detido por tráfico no bairro Altamira

Trio é detido por tráfico no bairro Altamira

Na noite desta sexta-feira (16), a policia autuou três jovens por tráfico de drogas no bairro Altamira, em Parauapebas. Viniciu…
Menor de idade é baleado no bairro Liberdade

Menor de idade é baleado no bairro Liberdade

Na noite desta sexta-feira (16), um menor de idade foi alvejado no antebraço em sua casa, no bairro Liberdade, em…