Advogada paraense é morta durante assalto em Goiânia

Redação Por: Redação

Polícia Destaques

3022 Visualizações

Publicado em 12/05/2018 09:38h

Advogada paraense é morta  durante assalto em Goiânia

O cenário de violência nos centros urbanos segue deixando a população estarrecida e fazendo vítimas a todo momento com números de guerra. A Polícia Civil de Goiânia (GO) investiga a morte da paraense Laís Fernanda Araújo Silva, 30, durante uma tentativa de roubo a carro na noite de quinta-feira, 10 de maio. A Secretaria de Segurança Pública daquele Estado informou que a jovem advogada foi atingida por um tiro nas costas ao tentar fugir, após ser abordada por dois suspeitos que estavam a pé.

Segundo testemunhas relataram à polícia, Laís virou alvo dos suspeitos enquanto trafegava em baixa velocidade, procurando uma vaga para estacionar seu Honda Fit, por volta das 22 horas, próximo a um shopping no Setor Alto da Glória, região sul da cidade.

A imprensa apurou que a advogada se encontraria com uma testemunha de um processo judicial. Após o disparo, que perfurou a porta e atingiu a lateral esquerda do tronco da mulher, os suspeitos fugiram em um outro carro e ainda não foram localizados. Mesmo baleada, ela ainda conseguiu dirigir por alguns metros até atingir quatro motocicletas que estavam estacionadas nos arredores. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas a vítima não resistiu ao ferimento e morreu no local.

#ANUNCIO

O corpo de Laís foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia e liberado para a família na manhã desta sexta-feira (11).

Laís Fernanda era formada em Direito, trabalhava como assessora jurídica do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Em nota, o Senar lamentou a morte prematura de "uma jovem responsável, gentil e batalhadora".

"Fica para nós, o seu bom exemplo, sua garra e amor pela vida. Com nossos corações consternados e cheios de saudade, rogamos a Deus que a acolha em seus braços compassivos. Rogamos ao Pai Eterno, o consolo a todos familiares e amigos. Descanse em paz, Laís Fernanda", disse o comunicado do Senar.

O CORREIO apurou que Laís é paraense, assim como a sua mãe, nascida em Tucuruí, onde passou parte da sua infância. Depois disso teve a sua formação adulta em Goiânia e era tida como uma profissional promissora.

O crime também chocou amigos e familiares, provocando comoção nas redes sociais. "Uma menina tão jovem e bonita, cheia de vida e planos, tinha um futuro brilhante pela frente. Mas infelizmente perdeu a vida assim tão de repente que parece que é mentira. Não parece ser real o que está acontecendo. Descanse em paz minha prima, que Deus lhe dê um bom lugar, pois agora você está com ele. Você vai deixar muitas saudades para amigos e parentes", escreveu prima da mulher em seu perfil do Facebook.

Saiba mais

O caso é investigado pela Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios como latrocínio - roubo seguido de morte. Imagens das câmeras de segurança das proximidades já estão em poder da perícia.

(Da Redação)

Comentários

Deixa seu comentário abaixo sobre esta notícia: