Foto: reprodução

O promotor do Ministério Público Militar do Estado do Pará Armando Brasil Teixeira, apresentou ontem uma denúncia por crime de peculato – crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública – contra o deputado Márcio Miranda, candidato do DEM ao governo estadual.

ALICERCE
FUTURO POSTAGEM

Brasil acusa Miranda, ex-oficial da Polícia Militar, de receber aposentadoria integral sem ter cumprido o prazo legal para ter direito ao benefício.  Isto ocorreu já em 1998, quando ele ainda não havia completado dez anos de serviço público, afastou-se da PM para concorrer ao mandato de deputado estadual.

De acordo com o promotor, Miranda se apropriou de mais de R$ 1,5 milhão de maneira indevida. Procurado pela reportagem, Miranda ainda não respondeu aos pedidos de esclarecimentos sobre a denúncia do Ministério Público Militar. (Carlos Mendes)

TH SITES HORIZONTAL
DEPNEUS
ROMANCE FAVORITA
RADIO CORREIO HORIZONTAL
FUTURO HORIZONTAL