Foi identificado no final da manhã de ontem (5) o corpo de Ronilson da Silva Bruzelo, de 29 anos, encontrado na última segunda-feira (4), na zona rural de Parauapebas. O cadáver foi achado em uma vala na localidade conhecida como Juazeira, próximo de uma vicinal da Vila Cedere I. O corpo foi reconhecido por familiares, após fotos divulgadas nas redes sociais.

FUTURO POSTAGEM
ALICERCE
TH SISTEMAS

Segundo a família, ele estava desaparecido desde a última sexta-feira (1º), quando saiu de casa em busca de uma agência da Caixa Econômica Federal para sacar o FGTS. O corpo de Ronilson foi encontrado já em estado de putrefação por Damiel Cardoso e estava jogado dentro de uma valeta. O lavrador contou que tinha acabado de sair da roça onde vive, quando se deparou com o corpo, por volta de 7 horas da manhã.

Após o reconhecimento da família, o corpo de Ronilson passou por necropsia e foi liberado para o sepultamento, que aconteceu na manhã de hoje (6), no cemitério Jardim da Saudade. Luiz Bezerra Mendonça, irmão da vítima, revelou que a família ao ver as fotos do corpo encontrado, desconfiou que fosse Ronilson, porque a roupa e a sandália do cadáver eram iguais às que ele trajava quando saiu de casa. Para tirar dúvidas, foram ao IML e reconheceram a vítima.

Luiz, que é jornalista, diz não saber o que pode ter motivado o assassinato do irmão. Ele conta que a pouco, ficaram sabendo que Ronilson tinha uma namorada na área da VS 10 e eles acreditam que, após retirar o dinheiro, deve ter ido para a casa dessa mulher. De acordo com Luiz, a família ficou sabendo ainda que existe uma imagem feita pela câmera de vigilância de uma distribuidora de bebida, na localidade, que mostraria Ronilson saindo do local em um mototaxi. “Já entramos em contato com a polícia e passamos essas informações e eles devem solicitar a imagem”, informou.  

Ele diz que assim que ficou sabendo do desaparecimento do irmão, colocou a foto dele em grupos de redes sociais e, quando esse corpo foi achado, imediatamente as pessoas entraram em contato. “Vi semelhanças com as roupas que meu irmão usava e, hoje [terça-feira] pela manhã, reuni a família, fomos até o IML e reconhecemos como sendo ele mesmo”, frisa.

No Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento de Ronilson, registrado na 20ª Seccional de Polícia Civil, a mãe da vítima, Laurides Nogueira da Silva, relata que ficou sabendo que ele estava na distribuidora de bebida, onde aparece nas filmagens bebendo na companhia de outro rapaz. O caso está sendo investigado pelo delegado Fabrycio Andrade. (Tina Santos com informações de Ronaldo Modesto)

Foi identificado no final da manhã de ontem (5) o corpo de Ronilson da Silva Bruzelo, de 29 anos, encontrado na última segunda-feira (4), na zona rural de Parauapebas. O cadáver foi achado em uma vala na localidade conhecida como Juazeira, próximo de uma vicinal da Vila Cedere I. O corpo foi reconhecido por familiares, após fotos divulgadas nas redes sociais.

Segundo a família, ele estava desaparecido desde a última sexta-feira (1º), quando saiu de casa em busca de uma agência da Caixa Econômica Federal para sacar o FGTS. O corpo de Ronilson foi encontrado já em estado de putrefação por Damiel Cardoso e estava jogado dentro de uma valeta. O lavrador contou que tinha acabado de sair da roça onde vive, quando se deparou com o corpo, por volta de 7 horas da manhã.

Após o reconhecimento da família, o corpo de Ronilson passou por necropsia e foi liberado para o sepultamento, que aconteceu na manhã de hoje (6), no cemitério Jardim da Saudade. Luiz Bezerra Mendonça, irmão da vítima, revelou que a família ao ver as fotos do corpo encontrado, desconfiou que fosse Ronilson, porque a roupa e a sandália do cadáver eram iguais às que ele trajava quando saiu de casa. Para tirar dúvidas, foram ao IML e reconheceram a vítima.

Luiz, que é jornalista, diz não saber o que pode ter motivado o assassinato do irmão. Ele conta que a pouco, ficaram sabendo que Ronilson tinha uma namorada na área da VS 10 e eles acreditam que, após retirar o dinheiro, deve ter ido para a casa dessa mulher. De acordo com Luiz, a família ficou sabendo ainda que existe uma imagem feita pela câmera de vigilância de uma distribuidora de bebida, na localidade, que mostraria Ronilson saindo do local em um mototaxi. “Já entramos em contato com a polícia e passamos essas informações e eles devem solicitar a imagem”, informou.  

Ele diz que assim que ficou sabendo do desaparecimento do irmão, colocou a foto dele em grupos de redes sociais e, quando esse corpo foi achado, imediatamente as pessoas entraram em contato. “Vi semelhanças com as roupas que meu irmão usava e, hoje [terça-feira] pela manhã, reuni a família, fomos até o IML e reconhecemos como sendo ele mesmo”, frisa.

No Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento de Ronilson, registrado na 20ª Seccional de Polícia Civil, a mãe da vítima, Laurides Nogueira da Silva, relata que ficou sabendo que ele estava na distribuidora de bebida, onde aparece nas filmagens bebendo na companhia de outro rapaz. O caso está sendo investigado pelo delegado Fabrycio Andrade. (Tina Santos com informações de Ronaldo Modesto)

FUTURO HORIZONTAL
RADIO CORREIO HORIZONTAL
DEPNEUS
PIZZARIA O SEGREDO DO CHEFF
ROMANCE FAVORITA
TH SITES HORIZONTAL

Comentários