Os julgadores da Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará, à unanimidade de votos, em reunião realizada nesta segunda-feira, 12, negaram pedido de liberdade a Wesley Luchi, acusado de envolvimento no crime de homicídio em que foi vítima o prefeito de Breu Branco, Diego Kolling.

gasparim
ALICERCE
HOME DESTAQUE
TH SISTEMAS

Dentre as alegações da defesa no pedido de Habeas Corpus liberatório, está a de que a prisão seria ilegal, uma vez que o Juízo de Breu Branco não individualizou as condutas dos vários acusados de participação no planejamento e execução do crime.

#ANUNCIO

O relator do Habeas Corpus, desembargador Ronaldo Valle, em apreciação do recurso, considerou que a prisão está devidamente fundamentada, embasada na garantia da ordem pública e da instrução processual, havendo indícios que demonstram que Wesley está envolvido no crime.

Diego Kolling foi assassinado no dia 16 de maio de 2017, por volta das 7h, enquanto pedalava uma bicicleta na companhia de amigos em um trecho da Rodovia PA-263, que liga Tucuruí a Goianésia do Pará. O prefeito chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos causados pelos tiros que o atingiram. Para o Ministério Público, o crime foi motivado pela ganância e disputa de poder. (Divulgação/TJPA)

 

 

Os julgadores da Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará, à unanimidade de votos, em reunião realizada nesta segunda-feira, 12, negaram pedido de liberdade a Wesley Luchi, acusado de envolvimento no crime de homicídio em que foi vítima o prefeito de Breu Branco, Diego Kolling.

Dentre as alegações da defesa no pedido de Habeas Corpus liberatório, está a de que a prisão seria ilegal, uma vez que o Juízo de Breu Branco não individualizou as condutas dos vários acusados de participação no planejamento e execução do crime.

#ANUNCIO

O relator do Habeas Corpus, desembargador Ronaldo Valle, em apreciação do recurso, considerou que a prisão está devidamente fundamentada, embasada na garantia da ordem pública e da instrução processual, havendo indícios que demonstram que Wesley está envolvido no crime.

Diego Kolling foi assassinado no dia 16 de maio de 2017, por volta das 7h, enquanto pedalava uma bicicleta na companhia de amigos em um trecho da Rodovia PA-263, que liga Tucuruí a Goianésia do Pará. O prefeito chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos causados pelos tiros que o atingiram. Para o Ministério Público, o crime foi motivado pela ganância e disputa de poder. (Divulgação/TJPA)

 

 

ROMANCE FAVORITA
RADIO CORREIO HORIZONTAL
PIZZARIA O SEGREDO DO CHEFF
DEPNEUS