Após a Superintendência Regional da Polícia Civil em Marabá realizar a prisão do casal Vaniscleia da Silva Monteiro, de 31 anos, e Maurício Lopes da Silva, 28 anos, com 15 quilos de maconha, nesta segunda-feira (12), a Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos do Estado de Goiás chegou a mais dois traficantes e outros 100 quilos da droga naquele estado.

HOME DESTAQUE
gasparim
ALICERCE
TH SISTEMAS

De acordo com o superintendente, delegado Marcelo Delgado, por volta das 17h20, uma equipe da Polícia Civil transitava pela Rodovia Transamazônica (BR-230), à altura do Núcleo Cidade Nova, quando ouviu na frequência do rádio da Polícia Militar a informação de um assalto realizado com utilização de motocicletas. Em seguida, avistaram Maurício em uma moto. Como ele já havia sido preso anteriormente, decidiram realizar a abordagem.

#ANUNCIO

Ele e a mulher estavam transbordando 16 tabletes de maconha em uma caixa, pesando 15 quilos. Maurício era quem pilotava a moto e Vaniscleia segurava o entorpecente. De acordo com a Polícia Civil, ele confessou que o material foi enviado por uma transportadora em nome de Vaniscleia. Ela, por sua vez, negou participação no crime e também que possuísse qualquer vínculo afetivo com ele, afirmando que eram apenas amigos.

“Ele alega que a droga é dele e que veio de Goiânia por uma transportadora. Ele diz que utilizou ela, usou o nome e os dados dela para a droga chegar até ele. Isso foi confirmado junto à transportadora e, por isso, ela tem envolvimento também no crime”. Ainda conforme o delegado, após as versões apresentadas pelos presos, foi realizado contato com a Divisão Estadual de Narcóticos da Polícia Civil do Pará e da Delegacia de Repressão a Narcóticos da Polícia Civil de Goiás.

Naquele estado, uma operação já estava em andamento neste sentido e, a partir da informação oriunda de Marabá, os policiais civis conseguiram realizar a apreensão de mais de 100 kg de Maconha, em Goiânia. Naquela capital, foram presos Eduardo Rodrigues de Matos e Sérgio Nunes Rocha, apontados como os distribuidores da droga que estava sendo encaminhada para o Estado do Pará.

Com Vaniscleia e Maurício, a Polícia Civil de Marabá apreendeu, ainda, uma motocicleta Honda Titan 160, de cor Preta, R$ 182,00 em dinheiro e aparelhos celulares. Maurício já possui passagem criminal por roubo, além de já ter sido foragido do Sistema Penal. Atualmente, encontrava-se em posse de Alvará de Liberdade da Justiça, após ter cumprido parte da pena.

O delegado Marcelo Delgado acrescentou, por fim, que a operação foi fruto de um trabalho integrado entre as forças policiais dos Estados do Pará e Goiás, o qual “desencadeou uma ação minuciosa, organizada e controlada resultando na apreensão de vasto material entorpecente e da prisão de criminosos que há muito atuavam nesse mercado ilícito entre os estados”. (Luciana Marschall)

 

Após a Superintendência Regional da Polícia Civil em Marabá realizar a prisão do casal Vaniscleia da Silva Monteiro, de 31 anos, e Maurício Lopes da Silva, 28 anos, com 15 quilos de maconha, nesta segunda-feira (12), a Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos do Estado de Goiás chegou a mais dois traficantes e outros 100 quilos da droga naquele estado.

De acordo com o superintendente, delegado Marcelo Delgado, por volta das 17h20, uma equipe da Polícia Civil transitava pela Rodovia Transamazônica (BR-230), à altura do Núcleo Cidade Nova, quando ouviu na frequência do rádio da Polícia Militar a informação de um assalto realizado com utilização de motocicletas. Em seguida, avistaram Maurício em uma moto. Como ele já havia sido preso anteriormente, decidiram realizar a abordagem.

#ANUNCIO

Ele e a mulher estavam transbordando 16 tabletes de maconha em uma caixa, pesando 15 quilos. Maurício era quem pilotava a moto e Vaniscleia segurava o entorpecente. De acordo com a Polícia Civil, ele confessou que o material foi enviado por uma transportadora em nome de Vaniscleia. Ela, por sua vez, negou participação no crime e também que possuísse qualquer vínculo afetivo com ele, afirmando que eram apenas amigos.

“Ele alega que a droga é dele e que veio de Goiânia por uma transportadora. Ele diz que utilizou ela, usou o nome e os dados dela para a droga chegar até ele. Isso foi confirmado junto à transportadora e, por isso, ela tem envolvimento também no crime”. Ainda conforme o delegado, após as versões apresentadas pelos presos, foi realizado contato com a Divisão Estadual de Narcóticos da Polícia Civil do Pará e da Delegacia de Repressão a Narcóticos da Polícia Civil de Goiás.

Naquele estado, uma operação já estava em andamento neste sentido e, a partir da informação oriunda de Marabá, os policiais civis conseguiram realizar a apreensão de mais de 100 kg de Maconha, em Goiânia. Naquela capital, foram presos Eduardo Rodrigues de Matos e Sérgio Nunes Rocha, apontados como os distribuidores da droga que estava sendo encaminhada para o Estado do Pará.

Com Vaniscleia e Maurício, a Polícia Civil de Marabá apreendeu, ainda, uma motocicleta Honda Titan 160, de cor Preta, R$ 182,00 em dinheiro e aparelhos celulares. Maurício já possui passagem criminal por roubo, além de já ter sido foragido do Sistema Penal. Atualmente, encontrava-se em posse de Alvará de Liberdade da Justiça, após ter cumprido parte da pena.

O delegado Marcelo Delgado acrescentou, por fim, que a operação foi fruto de um trabalho integrado entre as forças policiais dos Estados do Pará e Goiás, o qual “desencadeou uma ação minuciosa, organizada e controlada resultando na apreensão de vasto material entorpecente e da prisão de criminosos que há muito atuavam nesse mercado ilícito entre os estados”. (Luciana Marschall)

 

DEPNEUS
ROMANCE FAVORITA
RADIO CORREIO HORIZONTAL
PIZZARIA O SEGREDO DO CHEFF