Correio de Carajás

Faroeste na cidade deixa um morto no Bairro da Paz

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Visualizações

Moradores da Rua Afonso Arino, no Bairro da Paz, em Parauapebas, entraram em pânico na noite de ontem (24) com um tiroteio no meio da rua, entre dois homens. Um deles, Guilherme Silva Viana, de 19 anos, levou mais de oito tiros na região da cabeça e veio a óbito no local.

O outro, até agora não identificado, fugiu e está sendo procurado pela polícia. A cena de faroeste aconteceu em frente a uma residência, que ficou com as marcas de tiros na parede e portão.

Segundo o tenente Freitas, da Polícia Militar, uma prima de Guilherme contou que ele tinha envolvimento com ‘coisas obscuras’, que ela não disse o que era. “A gente percebe que ele tinha envolvimento com coisa errada, porque estava usando colete a prova de balas”, deduz o tenente, frisando que a pessoa que o alvejou queria matá-lo mesmo, porque os tiros foram todos na região da cabeça.

Leia mais:

De acordo com informações colhidas no local, Guilherme teria ido para matar o desafeto, que foi mais rápido e certeiro nos tiros, crivando-o de bala. Essa pessoa provavelmente também levou a arma dele, que não foi achada pela polícia no local.

Responsável pelas investigações, o delegado José Aquino informa que foi aberto inquérito para apurar a motivação do crime e também a origem do colete a prova de balas que a vítima usava.  (Tina Santos –com informações de Ronaldo Modesto)

Moradores da Rua Afonso Arino, no Bairro da Paz, em Parauapebas, entraram em pânico na noite de ontem (24) com um tiroteio no meio da rua, entre dois homens. Um deles, Guilherme Silva Viana, de 19 anos, levou mais de oito tiros na região da cabeça e veio a óbito no local.

O outro, até agora não identificado, fugiu e está sendo procurado pela polícia. A cena de faroeste aconteceu em frente a uma residência, que ficou com as marcas de tiros na parede e portão.

Segundo o tenente Freitas, da Polícia Militar, uma prima de Guilherme contou que ele tinha envolvimento com ‘coisas obscuras’, que ela não disse o que era. “A gente percebe que ele tinha envolvimento com coisa errada, porque estava usando colete a prova de balas”, deduz o tenente, frisando que a pessoa que o alvejou queria matá-lo mesmo, porque os tiros foram todos na região da cabeça.

De acordo com informações colhidas no local, Guilherme teria ido para matar o desafeto, que foi mais rápido e certeiro nos tiros, crivando-o de bala. Essa pessoa provavelmente também levou a arma dele, que não foi achada pela polícia no local.

Responsável pelas investigações, o delegado José Aquino informa que foi aberto inquérito para apurar a motivação do crime e também a origem do colete a prova de balas que a vítima usava.  (Tina Santos –com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Equipes da Sefa e Receita Federal apreendem quase 16 mil pares de calçados falsificados

Equipes da Sefa e Receita Federal apreendem quase 16 mil pares de calçados falsificados

Equipes da Receita Federal do Brasil e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) apreenderam, no último dia 15, na unidade…
Filho adotivo de Flordelis diz que mãe sabia do assassinato do marido

Filho adotivo de Flordelis diz que mãe sabia do assassinato do marido

Ao depor hoje (19) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Lucas dos Santos de Souza, filho adotivo da…
Polícia de Parauapebas investiga se vídeo com ameaça está relacionado a homicídios

Polícia de Parauapebas investiga se vídeo com ameaça está relacionado a homicídios

Nesta segunda-feira (19) entrou em circulação via WhatsApp e outras redes sociais um vídeo no qual dois supostos membros do…
Polícia afirma que tem provas suficientes para concluir inquérito

Polícia afirma que tem provas suficientes para concluir inquérito

A Polícia Civil do RJ já tem provas suficientes para concluir o inquérito da morte do menino Henry Borel, independentemente de um novo…
Jovem vira escudo humano e bandidos o matam com 3 tiros em Redenção

Jovem vira escudo humano e bandidos o matam com 3 tiros em Redenção

Mais um crime com características de “acerto de contas” chocou a população de Redenção, no sul do Pará. Na noite…
Homem é assassinado no meio da rua no Bairro São Félix

Homem é assassinado no meio da rua no Bairro São Félix

Um homem, identificado como José Ribamar Oliveira, de 33 anos, foi morto a golpes de faca na madrugada de domingo…