Estão abertas as inscrições para o IV Anuário da Poesia Paraense. Com o objetivo de divulgar e estimular a leitura, o projeto resulta na publicação de um livro onde poetas paraenses, que residem ou não no Estado, podem participar.

ALICERCE
TH SISTEMAS
FUTURO POSTAGEM

O Anuário tem o intuito de promover o acesso à leitura e a divulgação da literatura paraense. “Já conseguimos fazer a publicação de 150 poetas, inclusive, que moram em outros países, como Bia Carias, que vive na Alemanha”, conta Airton Souza, idealizador e organizador do projeto.

#ANUNCIO

Além de ser uma forma de incentivar os escritores, a intenção é mapear onde estão estes poetas paraenses e saber o que estão escrevendo. “A participação é livre, não existe uma seleção. Por isso sofremos algumas críticas, porque se a pessoa se auto identifica poeta, pode participar. Então muitos poetas já conhecidos não querem figurar em páginas junto com os que ainda não são conhecidos”, lamenta.

Totalmente independente e chegando em sua quarta edição, o Anuário da Poesia Paraense não tem nenhum patrocínio da iniciativa pública ou privada.

O poeta, ao se inscrever, envia dois poemas e recebe assim que são impressos dois exemplares do livro em sua residência. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de abril, através do e-mail: [email protected], no valor de R$ 50.

(Ana Mangas)

 

Estão abertas as inscrições para o IV Anuário da Poesia Paraense. Com o objetivo de divulgar e estimular a leitura, o projeto resulta na publicação de um livro onde poetas paraenses, que residem ou não no Estado, podem participar.

O Anuário tem o intuito de promover o acesso à leitura e a divulgação da literatura paraense. “Já conseguimos fazer a publicação de 150 poetas, inclusive, que moram em outros países, como Bia Carias, que vive na Alemanha”, conta Airton Souza, idealizador e organizador do projeto.

#ANUNCIO

Além de ser uma forma de incentivar os escritores, a intenção é mapear onde estão estes poetas paraenses e saber o que estão escrevendo. “A participação é livre, não existe uma seleção. Por isso sofremos algumas críticas, porque se a pessoa se auto identifica poeta, pode participar. Então muitos poetas já conhecidos não querem figurar em páginas junto com os que ainda não são conhecidos”, lamenta.

Totalmente independente e chegando em sua quarta edição, o Anuário da Poesia Paraense não tem nenhum patrocínio da iniciativa pública ou privada.

O poeta, ao se inscrever, envia dois poemas e recebe assim que são impressos dois exemplares do livro em sua residência. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de abril, através do e-mail: [email protected], no valor de R$ 50.

(Ana Mangas)

 

PIZZARIA O SEGREDO DO CHEFF
TH SITES HORIZONTAL
FUTURO HORIZONTAL
RADIO CORREIO HORIZONTAL
ROMANCE FAVORITA
DEPNEUS

Comentários