Secretários municipais, representantes da Vale e de entidades culturais prestigiaram a abertura oficial do Festival Dançarte – Encontro Internacional de Artes Cênicas do Pará, na manhã desta segunda-feira (2) em Marabá. O lançamento do projeto aconteceu no Cine Marrocos e contou com apresentação das atividades que vão acontecer até o próximo sábado (7) na cidade, em alusão aos 105 anos de emancipação do município. Palestras, oficinas, workshops, aulas e shows musicais serão ofertados gratuitamente durante toda essa semana na cidade.

ALICERCE
TH SISTEMAS
FUTURO POSTAGEM

#ANUNCIO

Há 10 edições levando música, dança e arte para o público, o Dançarte vem pela primeira vez à Marabá, sob o comando do idealizador e produtor da iniciativa, Will Júnior. “Esse momento para mim está sendo muito bom e diferenciado, porque eu vi tudo crescer e desenvolvi o projeto desde a primeira edição, quando só se tinha um grupo participando e um dia de evento”, lembrou, destacando que a etapa do evento em Marabá terá palestras e workshops direcionados a produtores culturais e artistas, além de oficinas de teatro e dança.

“Vai ter contação de histórias para crianças e adolescentes, que vai ser algo bem diferenciado, além de shows. A nossa maior preocupação ao criar o Dançarte, há 10 anos, sempre foi a promoção dos espetáculos locais, incentivar os artistas e levar atrações gratuitas para quem não tem dinheiro para pagar os ingressos”, revelou Júnior, ressaltando que o projeto começou bem tímido, com três participantes apenas e que sempre teve cunho social.

“Começamos o projeto, logo quando saímos de uma conceituada escola de dança e resolvemos montar algo para que as pessoas também tivessem acesso, como nós tínhamos. Éramos pobres e conseguimos bolsas de estudos de dança, então a gente quis fomentar isso”. Segundo ele, o evento cresceu, mas o objetivo nunca se perdeu nesses 10 anos de trabalho. Depois de passar por Marabá, o projeto vai visitar também as cidades de Parauapebas (8 a 14 de abril), Curionópolis (15 a 21 de abril), Canaã dos Carajás (22 a 28 de abril) e Belém (1 a 13 de maio).

“Este ano, estamos fazendo uma edição comemorativa, de 10 anos do evento. É uma década de fomento, incentivo à cultura no Estado e nós resolvemos desmembrar isso, levando a quatro cidades do interior do Pará”, confirmou. No total, serão 51 dias de apresentações.

Para Melquíades Justiniano, um dos coordenadores do aniversário de Marabá pela Secult, o trabalho em conjunto é essencial para o sucesso da festa. “Nós tivemos a felicidade e a honra de contar com diversos apoiadores e colaboradores, por entenderem a importância e relevância desse evento”, declarou. Ele também disse que a programação traz diversidade e valorização aos artistas da terra.

Presidente da Câmara preconiza incentivo à cultura

O presidente da Câmara de Vereadores de Marabá, vereador Pedro Corrêa, também esteve no lançamento do Dançarte e aproveitou o momento para falar sobre planejamentos futuros para o desenvolvimento da Cultura no município. “O povo precisa de cultura e essa é uma oportunidade para isso. Eu gostaria de ressaltar aqui para vocês que, assim como temos a Lei Rouanet de incentivo à cultura a nível nacional e o Programa Estadual de Incentivo à Cultura, o Semear, eu, como vereador, já estive em contato com o prefeito municipal e estamos trabalhando para que tenhamos também nossa lei municipal”, garantiu.

O Festival iniciou no último domingo (1º) com apresentação cultural do grupo de Boi Bumba Estrela D’alva, da Companhia de Dança Yaguara e de grupos de quadrilha. Nesta segunda (2), houve palestra sobre Leis de Incentivo Estadual e Federal, Oficina de Interpretação Teatral e Aula Show de Ritmos. De acordo com o secretário de Cultura, José Scherer, a intenção é resgatar a cultura da terra e dar oportunidades de entretenimento à população.

Patrocínio

A Vale é a responsável por trazer o Dançarte para Marabá e também por patrocinar o evento, por meio da Lei Rouanet, de incentivo à cultura. “A Vale, ao longo do tempo, vem participando das festividades de aniversário de Marabá. Esse ano não é diferente, a gente esta com uma parceria muito grande, patrocinando um projeto que tem como foco a valorização da cultura da região e de artistas locais”, confirma o analista de Relacionamento Institucional da mineradora, Saulo Lobo.

Ele disse também que todas as atividades do Festival acontecem simultaneamente à comemoração do aniversário de Marabá, como uma forma de homenagem da empresa à cidade. Ao fim da abertura do evento, um vídeo institucional da Vale que parabeniza a cidade pelos 105 anos foi apresentado aos presentes.  

Programação do Festival Dançarte

03/04/2018 – Terça-feira: Workshop de Elaboração e Captação de Projetos Incentivados ministrado por Will Junior, Biblioteca Orlando Lima Lobo, 10h00. Evento direcionado a produtores culturais, gestores, diretores de grupos, companhias e trupes. Vagas limitadas;

Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Aula Show de Ritmos com Guto Vilhena, Praça São Félix de Valois, 17h00;

04/04/2018 – Quarta-feira: Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Contação de Histórias com o Grupo de Contadores de Histórias do Pará, Cine Marrocos, 16h00. Evento direcionado a crianças, adolescentes e jovens;

Show Nacional com Naiara Azevedo, Praça São Félix de Valois, 21h00;

05/04/2018 – Quinta-feira: Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Contação de Histórias com o Grupo de Contadores de Histórias do Pará, Cine Marrocos, 16h00. Evento direcionado a crianças, adolescentes e jovens;

Show Nacional com a banda Som & Louvor, Praça São Felix de Valois, 21h00;

06/04/2018 – Sexta-feira: Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Contação de Histórias com o Grupo de Contadores de Histórias do Pará, Cine Marrocos, 16h00. Evento direcionado a crianças, adolescentes e jovens;

07/04/2018 – Sábado: Cerimônia de encerramento com entrega de certificados, Praça São Felix de Valois, 18h00.

Shows Locais com Jeferson e Gabriel, Praça São Felix de Valois, 21h00

Júlio Cesar e Banda Praça, São Felix de Valois, 22h00.

(Nathália Viegas)

 

 

 

 

 

 

 

Secretários municipais, representantes da Vale e de entidades culturais prestigiaram a abertura oficial do Festival Dançarte – Encontro Internacional de Artes Cênicas do Pará, na manhã desta segunda-feira (2) em Marabá. O lançamento do projeto aconteceu no Cine Marrocos e contou com apresentação das atividades que vão acontecer até o próximo sábado (7) na cidade, em alusão aos 105 anos de emancipação do município. Palestras, oficinas, workshops, aulas e shows musicais serão ofertados gratuitamente durante toda essa semana na cidade.

#ANUNCIO

Há 10 edições levando música, dança e arte para o público, o Dançarte vem pela primeira vez à Marabá, sob o comando do idealizador e produtor da iniciativa, Will Júnior. “Esse momento para mim está sendo muito bom e diferenciado, porque eu vi tudo crescer e desenvolvi o projeto desde a primeira edição, quando só se tinha um grupo participando e um dia de evento”, lembrou, destacando que a etapa do evento em Marabá terá palestras e workshops direcionados a produtores culturais e artistas, além de oficinas de teatro e dança.

“Vai ter contação de histórias para crianças e adolescentes, que vai ser algo bem diferenciado, além de shows. A nossa maior preocupação ao criar o Dançarte, há 10 anos, sempre foi a promoção dos espetáculos locais, incentivar os artistas e levar atrações gratuitas para quem não tem dinheiro para pagar os ingressos”, revelou Júnior, ressaltando que o projeto começou bem tímido, com três participantes apenas e que sempre teve cunho social.

“Começamos o projeto, logo quando saímos de uma conceituada escola de dança e resolvemos montar algo para que as pessoas também tivessem acesso, como nós tínhamos. Éramos pobres e conseguimos bolsas de estudos de dança, então a gente quis fomentar isso”. Segundo ele, o evento cresceu, mas o objetivo nunca se perdeu nesses 10 anos de trabalho. Depois de passar por Marabá, o projeto vai visitar também as cidades de Parauapebas (8 a 14 de abril), Curionópolis (15 a 21 de abril), Canaã dos Carajás (22 a 28 de abril) e Belém (1 a 13 de maio).

“Este ano, estamos fazendo uma edição comemorativa, de 10 anos do evento. É uma década de fomento, incentivo à cultura no Estado e nós resolvemos desmembrar isso, levando a quatro cidades do interior do Pará”, confirmou. No total, serão 51 dias de apresentações.

Para Melquíades Justiniano, um dos coordenadores do aniversário de Marabá pela Secult, o trabalho em conjunto é essencial para o sucesso da festa. “Nós tivemos a felicidade e a honra de contar com diversos apoiadores e colaboradores, por entenderem a importância e relevância desse evento”, declarou. Ele também disse que a programação traz diversidade e valorização aos artistas da terra.

Presidente da Câmara preconiza incentivo à cultura

O presidente da Câmara de Vereadores de Marabá, vereador Pedro Corrêa, também esteve no lançamento do Dançarte e aproveitou o momento para falar sobre planejamentos futuros para o desenvolvimento da Cultura no município. “O povo precisa de cultura e essa é uma oportunidade para isso. Eu gostaria de ressaltar aqui para vocês que, assim como temos a Lei Rouanet de incentivo à cultura a nível nacional e o Programa Estadual de Incentivo à Cultura, o Semear, eu, como vereador, já estive em contato com o prefeito municipal e estamos trabalhando para que tenhamos também nossa lei municipal”, garantiu.

O Festival iniciou no último domingo (1º) com apresentação cultural do grupo de Boi Bumba Estrela D’alva, da Companhia de Dança Yaguara e de grupos de quadrilha. Nesta segunda (2), houve palestra sobre Leis de Incentivo Estadual e Federal, Oficina de Interpretação Teatral e Aula Show de Ritmos. De acordo com o secretário de Cultura, José Scherer, a intenção é resgatar a cultura da terra e dar oportunidades de entretenimento à população.

Patrocínio

A Vale é a responsável por trazer o Dançarte para Marabá e também por patrocinar o evento, por meio da Lei Rouanet, de incentivo à cultura. “A Vale, ao longo do tempo, vem participando das festividades de aniversário de Marabá. Esse ano não é diferente, a gente esta com uma parceria muito grande, patrocinando um projeto que tem como foco a valorização da cultura da região e de artistas locais”, confirma o analista de Relacionamento Institucional da mineradora, Saulo Lobo.

Ele disse também que todas as atividades do Festival acontecem simultaneamente à comemoração do aniversário de Marabá, como uma forma de homenagem da empresa à cidade. Ao fim da abertura do evento, um vídeo institucional da Vale que parabeniza a cidade pelos 105 anos foi apresentado aos presentes.  

Programação do Festival Dançarte

03/04/2018 – Terça-feira: Workshop de Elaboração e Captação de Projetos Incentivados ministrado por Will Junior, Biblioteca Orlando Lima Lobo, 10h00. Evento direcionado a produtores culturais, gestores, diretores de grupos, companhias e trupes. Vagas limitadas;

Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Aula Show de Ritmos com Guto Vilhena, Praça São Félix de Valois, 17h00;

04/04/2018 – Quarta-feira: Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Contação de Histórias com o Grupo de Contadores de Histórias do Pará, Cine Marrocos, 16h00. Evento direcionado a crianças, adolescentes e jovens;

Show Nacional com Naiara Azevedo, Praça São Félix de Valois, 21h00;

05/04/2018 – Quinta-feira: Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Contação de Histórias com o Grupo de Contadores de Histórias do Pará, Cine Marrocos, 16h00. Evento direcionado a crianças, adolescentes e jovens;

Show Nacional com a banda Som & Louvor, Praça São Felix de Valois, 21h00;

06/04/2018 – Sexta-feira: Oficina de Interpretação Teatral com Eduardo Viana, Cine Marrocos, 14h00. Atividade direcionada a artistas, atores, interprete-criadores;

Contação de Histórias com o Grupo de Contadores de Histórias do Pará, Cine Marrocos, 16h00. Evento direcionado a crianças, adolescentes e jovens;

07/04/2018 – Sábado: Cerimônia de encerramento com entrega de certificados, Praça São Felix de Valois, 18h00.

Shows Locais com Jeferson e Gabriel, Praça São Felix de Valois, 21h00

Júlio Cesar e Banda Praça, São Felix de Valois, 22h00.

(Nathália Viegas)

 

 

 

 

 

 

 

PIZZARIA O SEGREDO DO CHEFF
RADIO CORREIO HORIZONTAL
DEPNEUS
ROMANCE FAVORITA
TH SITES HORIZONTAL
FUTURO HORIZONTAL

Comentários