Correio de Carajás

Dia do Ator é comemorado com apresentações gratuitas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

“Ser ator é desejar todas as almas do mundo, com suas máscaras e dramas e comédias e posições em cena, por desejo de tornar-se sem jamais realmente poder vir a ser”, dizia um poema sobre o Dia do Ator, de um autor desconhecido.

Dezenove de agosto é a data escolhida para homenagear os atores. No município de Parauapebas, a Associação de Teatro de Parauapebas (ATP) organizou um grande espetáculo teatral em alusão ao Dia do Ator.

Para o Coordenador Doddy Amâncio, a iniciativa é fundamental para o meio cultural. “Estamos desenvolvendo um importante papel em Parauapebas para os jovens, adultos e idosos que admiram a arte do teatro. Este é um momento maravilhoso para todos nós que fazemos parte deste meio”, disse Doddy.

Leia mais:

As apresentações tiveram sequência com as peças “Eu vou chorar no dia em que minha mãe partir”, “Encontros e desencontros”, “Espeto de graveto”, “Barrocos de família” e “Ressuscitando os sonhos”. A antiga Câmara dos Vereadores de Parauapebas, onde aconteceram os espetáculos, ficou repleta de emoção, muitas gargalhadas e, claro, muitos aplausos do público que estava prestigiando.

A equipe do Correio de Carajás conversou com familiares dos atores, conhecidos e demais pessoas que admiram a arte. “ Essa é uma oportunidade muito bacana porque a gente vem ver um espetáculo maravilhoso e, ainda por cima, de graça”, diz Raquel, que ainda acrescentou o quanto o teatro é uma de suas paixões, mas nunca teve oportunidade de ingressar nesse meio.

“Um dia vou ser atriz. É meu grande sonho. Estou muito feliz e satisfeita com o que eles nos proporcionaram”, diz ela emocionada. Para os organizadores do evento, dar maior visibilidade aos artistas de Parauapebas é um dos principais intuitos.

Segundo eles, um grande número de jovens já faz parte da Associação e fazem o convite. “Vocês que gostam e admiram a arte podem estar nos procurando. Estamos querendo fortalecer ainda mais o trabalho teatral na nossa cidade”, diz o vice coordenador da ATP, Jean Souza. (Monique Costa)

 

“Ser ator é desejar todas as almas do mundo, com suas máscaras e dramas e comédias e posições em cena, por desejo de tornar-se sem jamais realmente poder vir a ser”, dizia um poema sobre o Dia do Ator, de um autor desconhecido.

Dezenove de agosto é a data escolhida para homenagear os atores. No município de Parauapebas, a Associação de Teatro de Parauapebas (ATP) organizou um grande espetáculo teatral em alusão ao Dia do Ator.

Para o Coordenador Doddy Amâncio, a iniciativa é fundamental para o meio cultural. “Estamos desenvolvendo um importante papel em Parauapebas para os jovens, adultos e idosos que admiram a arte do teatro. Este é um momento maravilhoso para todos nós que fazemos parte deste meio”, disse Doddy.

As apresentações tiveram sequência com as peças “Eu vou chorar no dia em que minha mãe partir”, “Encontros e desencontros”, “Espeto de graveto”, “Barrocos de família” e “Ressuscitando os sonhos”. A antiga Câmara dos Vereadores de Parauapebas, onde aconteceram os espetáculos, ficou repleta de emoção, muitas gargalhadas e, claro, muitos aplausos do público que estava prestigiando.

A equipe do Correio de Carajás conversou com familiares dos atores, conhecidos e demais pessoas que admiram a arte. “ Essa é uma oportunidade muito bacana porque a gente vem ver um espetáculo maravilhoso e, ainda por cima, de graça”, diz Raquel, que ainda acrescentou o quanto o teatro é uma de suas paixões, mas nunca teve oportunidade de ingressar nesse meio.

“Um dia vou ser atriz. É meu grande sonho. Estou muito feliz e satisfeita com o que eles nos proporcionaram”, diz ela emocionada. Para os organizadores do evento, dar maior visibilidade aos artistas de Parauapebas é um dos principais intuitos.

Segundo eles, um grande número de jovens já faz parte da Associação e fazem o convite. “Vocês que gostam e admiram a arte podem estar nos procurando. Estamos querendo fortalecer ainda mais o trabalho teatral na nossa cidade”, diz o vice coordenador da ATP, Jean Souza. (Monique Costa)

 

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…