Um esquema fraudulento em cima de contratos administrativos que somam mais de R$ 15 milhões foi alvo da Operação Assírios, da Polícia Civil na manhã de hoje, quinta-feira (13), em Redenção, Rio Maria e capital do Estado, Belém.

ALICERCE
FUTURO POSTAGEM

Logo cedo, as equipes da Delegacia de Repressão a Defraudações Públicas, vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), com apoio do Ministério Público do Estado do Pará, iniciaram a ação para reprimir crimes contra a administração pública municipal de Redenção.

A organização criminosa, informou a Polícia Civil, envolve empresários e agentes públicos e, ao todo, foram cumpridos 23 mandados judiciais, sendo 18 de busca e apreensão e cinco de prisão.

Dentre as pessoas presas, estão os empresários José Luiz Noletto Soares e Carlos Henrique Machado. Além deles, dois servidores públicos já foram recolhidos: Sivaldo Alves de Sousa e Valdeon Alves Chaves.

As equipes policiais estiveram nas sedes das empresas R e R Empreendimentos e Serviços LTDA; EPX Construções e Edificações LTDA; ETE Prestadora de Serviços LTDA; e GARAJÃO Veículos LTDA.

Na Prefeitura Municipal, a Secretaria Municipal de Administração foi o alvo. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão, ainda, em escritórios de Contabilidade e residências de servidores públicos municipais e empresários.

Até o momento, nenhum dos alvos se pronunciou sobre o caso. (Luciana Marschall)

DEPNEUS
FUTURO HORIZONTAL
TH SITES HORIZONTAL
RADIO CORREIO HORIZONTAL
ROMANCE FAVORITA