Por tempo indeterminado! É a resposta que a Companhia de Saneamento e Abastecimento do Pará (Cosanpa) deu no início da noite de quinta-feira (13) à Reportagem do CORREIO sobre o prazo para conserto do sistema de abastecimento de Marabá e volta da água às torneiras dos lares dos marabaenses. O Jornal descobriu o problema por um informante anônimo e foi atrás de maiores detalhes sobre o ocorrido até a certificação de que não era boato.

ALICERCE
FUTURO POSTAGEM

Milhares de clientes da companhia em toda a cidade devem passar aperto nas próximas horas sem o líquido precioso em suas torneiras. E o ocorrido é tão grave em relação às vezes anteriores, que desta vez os conjuntos de motobombas da estação de captação de água, à margem do Rio Tocantins, foram inundados, o que é um complicador a mais.

Encarregada da Cosanpa em Marabá, Angela Raiol disse ao jornalista Milton Faria, do Grupo Correio, que uma equipe está vindo de Belém para realizar o trabalho emergencial de reparo, e admitiu que o mesmo se dará com soldagem dos canos da adutora e não com a sua substituição.

Sobre o não aviso público e oficial da empresa à população sobre o ocorrido até esta noite, Angela justificou que foi devido à correria da equipe local para tentar resolver o problema, o que, de início, pensavam se tratar de algo menos complexo. (Da Redação)

FUTURO HORIZONTAL
DEPNEUS
RADIO CORREIO HORIZONTAL
TH SITES HORIZONTAL
ROMANCE FAVORITA