Correio de Carajás

Como fica a aposentadoria da pessoa com visão monocular?

Pela Ordem

Pela Ordem

Magdenberg Teixeira

Lei 14.126 de 2021 estabeleceu que a visão monocular é classificada como deficiência sensorial, do tipo visual, para todos os efeitos legais.

Para todos os efeitos da Lei 14.126 de 2021, a visão monocular é classificada como deficiência sensorial do tipo visual. Após a publicação da referida lei, muito tem se falado sobre a repercussão dessa classificação, na concessão de benefícios junto ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Antes disso, o INSS não reconhecia, administrativamente, a cegueira de um olho como deficiência. Em alguns casos, era a Justiça que reconhecia a condição de deficiência, para os portadores de cegueira de um olho, ainda não havia uma lei expressa que o fizesse.

Após a referida Lei, o INSS deve considerar a visão monocular como deficiência para fins de Aposentadorias/Benefício de Prestação Continuada (BPC). Pelo fato da Lei abranger não apenas uma espécie de benefício junto ao INSS, no nosso tema de hoje, falaremos especificamente sobre a aposentadoria da pessoa com visão monocular.

O que é preciso para conseguir a aposentadoria da pessoa com visão monocular?

Leia mais:

Quando falamos em “aposentadoria da pessoa com visão monocular”, estamos falando da aposentadoria da pessoa com deficiência, benefício estabelecido pela Lei Complementar nº 142/2013. Logo, a lei prevê duas hipóteses de aposentadoria para esse caso: aposentadoria por tempo de contribuição e aposentadoria por idade.

Assim, para conseguir a aposentadoria por tempo de contribuição da pessoa com visão monocular é preciso completar: 28 anos de tempo de contribuição, se mulher; 33 anos de tempo de contribuição, se homem. Por outro lado, para aposentadoria por idade da pessoa com visão monocular, deve-se cumprir: 55 anos de idade e 15 anos de contribuição, se mulher; 60 anos de idade e 15 anos de contribuição, se homem.

Quando é considerado visão monocular?

De forma geral, considera-se pessoa com visão monocular quem tem visão igual ou inferior a 20%, em um dos olhos. Dessa forma, o diagnóstico da visão monocular deve ser feito por um profissional médico oftalmologista, sendo que existem parâmetros técnicos, para definir a acuidade visual do paciente.

Como comprovar a visão monocular?

Ao requerer o benefício de aposentadoria da pessoa com deficiência no INSS, o segurado será avaliado por meio de perícia médica e avaliação social, com a aplicação do Índice de Funcionalidade Brasileiro Aplicado para Fins de Aposentadoria – IFBrA.

No entanto, a pessoa com visão monocular nem sempre é enquadrada como deficiente com a aplicação deste método de avaliação. Desse modo, o pedido de aposentadoria pode ser negado pelo INSS, sendo necessário um processo judicial, tendo em vista indeferimento por parte da autarquia federal.

Qual o valor da aposentadoria da pessoa com visão monocular?

Na aposentadoria por tempo de contribuição, o valor corresponde a 100% da média de contribuições vertidas a partir de julho de 1994. Já na aposentadoria por idade, o valor corresponde a 70% da média mais 1% a cada grupo de 12 contribuições mensais até o máximo de 30%.

Diante disso, com o reconhecimento da nova lei, é aconselhado ao portador de deficiência monocular que procurem a autarquia competente. Neste caso, o INSS, para buscar o benefício que lhe é de direito, como também procure um advogado da área no intuito de sanar suas dúvidas quanto à nova legislação.

 

Observação: As opiniões contidas nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do CORREIO DE CARAJÁS.

Comentários
Mude... Releia-se!

Mude... Releia-se!

Apresento-lhes aqui um convite à mudança, a partir das virtudes presentes no outro e a partir de  nossa disponibilidade para…
Sobre o Dia dos Namorados: Não leia!

Sobre o Dia dos Namorados: Não leia!

Na contramão do Dia dos Namorados, proponho uma reflexão para entristecer e colocar pulgas atrás da orelha. Então, se você…
A violência não pode ser uma escolha de Estado

A violência não pode ser uma escolha de Estado

Genivaldo era de Jesus, como tantos brasileiros; era dos Santos, como eu e muita gente. Saiu de casa numa quarta-feira…

Liberdade de Imprensa: um bem inegociável

Redijo esse compêndio de ideias falíveis na esperança audaciosa de torná-lo um postulado sobre o que vem a ser de…
O capitalismo deu certo. E isso não é uma ironia.

O capitalismo deu certo. E isso não é uma ironia.

Meu carro pifou logo depois que eu abasteci. Não, não é problema com a gasolina. O carro é velho mesmo…
Deixem as “minas” em paz!

Deixem as “minas” em paz!

O futebol sempre foi um campo extremamente masculino, onde sempre reinaram o machismo e a homofobia. Mas os tempos mudaram.…