Correio de Carajás

Crônica Ouriço Cheio

Crônica Ouriço Cheio

Ulisses Pompeu

Mãe, eu sou gay!

A história que conto a seguir é triste e delicada. Primeiro, porque fala de morte na adolescência. Segundo, porque conta as últimas horas de um

Leia mais »